Morreu Júlio Pomar, pintor "irreverente e rebelde"

O pintor estava internado no Hospital da Luz, em Lisboa. Tinha 92 anos. Deixa uma obra ímpar e uma marca profunda na arte moderna portuguesa.

Por Rita Cipriano, Agência Lusa