Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Foram perto de duas dezenas as pessoas ligadas à arbitragem “espiadas” por José Nogueira Silva, oficial de justiça detido por suspeitas de ser a principal toupeira do Benfica no sistema judicial. De acordo com o Jornal de Notícias, as vítimas estão a ser chamadas pelas autoridades para prestar declarações, podendo vir a constituir-se como assistentes no processo.

Entre os indivíduos espiados por José Nogueira Silva — que acedia ao programa Citius para consultar os processos do Benfica, FC Porto, Sporting e informações relativas aos indivíduos envolvidos — encontra-se, segundo o Jornal de Notícias, Hernâni de  Jesus Fernandes, antigo árbitro assistente contratado pelo Sporting como assessor.

Fernandes — que já terá sido ouvido pelo Ministério Público, assim como outras vítimas entretanto chamadas a depor — terá sido informado pelas autoridades de que a sua vida privada foi devassada, crime previsto por lei. Por essa razão, o ex-árbitro assistente pode constituir-se assistente no processo que envolve José Nogueira Silva, o assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, e outros cinco arguidos. Hernâni de Jesus Fernandes pode ainda exigir uma indemnização aos acusados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR