O segundo dia de greve nacional dos técnicos de diagnóstico e terapêutica está a registar uma adesão de 90%, sendo “até superior à do primeiro dia”, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP).

De acordo com o secretário-geral do SINTAP, José Abraão, a adesão no segundo dia de greve “está a ser superior” à do primeiro dia, rondando em termos nacionais os 90%, enquanto na quinta-feira esteve entre os 80 e os 90%.

“Houve colegas que na quinta-feira não fizeram greve e que esta sexta-feira, sobretudo depois da grande manifestação [de quinta-feira], ficaram mais convencidos a aderir”, considerou José Abraão. O dirigente sindical notou ainda como um “sinal positivo” do Governo a convocatória recebida pelos sindicatos para uma reunião negocial no Ministério da Saúde na próxima segunda-feira.

Os técnicos de diagnóstico e terapêutica iniciaram na quinta-feira às 00h00 dois dias de greve nacional, que termina hoje às 24h, por falta de acordo com o Governo sobre matérias relativas às tabelas salariais, transições para nova carreira e sistema de avaliação.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR