A partir de um protótipo de pré-produção do Honda Civic Type R, uma equipa de 12 especialistas da divisão da Honda no Reino Unido converteu o hatchback desportivo numa pick-up. Porquê e para quê? Já lá vamos.

Primeiro, há que sossegar os espíritos mais inquietos ou desiludir os mais irreverentes: esta pick-up é um protótipo limitado a uma única unidade, sendo que a marca japonesa não pretende vir a comercializá-la. A intenção, de acordo com o director de projecto Alyn James, foi demonstrar aquilo que a divisão de projectos especiais na fábrica de Swindon é capaz de fazer. Mas este “exercício” pode ter consequências:

A paixão que os nossos engenheiros têm pela Honda é visível na nossa mais recente criação e estamos a considerar levá-la a Nürburgring, para ver se conseguimos obter o recorde no segmento das pick-up de tracção dianteira”, adianta Alyn James.

A estética deste protótipo poderá agradar a alguns, mas é bem provável que outros olhem para a pick-up Type R e soltem um “o que é isto?”. Como gostos não se discutem, temos de nos render às evidências: as alterações começam a partir do pilar B, tendo a secção traseira sido modificada de forma a conseguir disponibilizar uma área de carga com 1.550 mm de comprimento e 830 mm de largura, composta por um piso metálico e por uma barra anticapotamento. Por outro lado, foi mantida a asa traseira, se bem que este apêndice possa ser retirado para facilitar o acesso à área de carga da pequena pick-up. As três saídas de escape centrais, tão distintivas do hatch, também se mantêm.

Caso a Honda decida mesmo avançar para a uma tentativa de bater o recorde no mítico circuito alemão, a arma com que pode contar é a mesma que se encontra no Type R “convencional”. Debaixo do capot, encontramos um VTEC turbo de 2.0 litros, que no desportivo nipónico debita  320 cv de potência e 400 Nm de binário, permitindo ao Type R ir de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR