O Partido Socialista apagou a publicação do Twitter onde brincava com Nuno Melo. Na tarde desta terça-feira, a conta oficial do PS tinha reagido com humor ao facto de Nuno Melo ter dito, no último dia do 22º Congresso do PS, que a reunião magna dos socialistas mais parecia “um pavilhão da fantasia” e a “Disneyland”. Os socialistas fizeram uma montagem em que colocavam ao vice-presidente do CDS umas orelhas de rato Mickey, não dispensando o chapéu de mágico e mais alguns elementos do filme de animação “Fantasia”, um dos mais emblemáticos da Disney.

Além de ter feito a comparação à Disneyland logo numa espécie de flash interview — por onde passaram todos os partidos representados no Congresso –, Nuno Melo colocou mesmo um post no Facebook com a legenda: “No Congresso do PS, com a mesma sensação de quem visita o pavilhão da fantasia da Disney em Paris”.

As críticas dos socialistas foram quase imediatas. Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS, partilhou a publicação em causa no Twitter, escrevendo: “É com dirigentes deste partido, convidados para nossa casa por respeito institucional e democrático, que alguns camaradas meus acham exequível fazer entendimentos para ‘reformas estruturais’”. E rematou: “Boa sorte…”.

Logo no domingo, Nuno Melo, eurodeputado que vai voltar a liderar a lista do CDS ao Parlamento Europeu, explicou que a legenda por ele escrita corresponde a um comentário com um “sentido metafórico”. “Pobre de quem está em política e não consegue interpretar o que é óbvio”, continuou, esclarecendo que a associação entre o congresso do PS e o “pavilhão de fantasia da Disney em Paris” remete para discursos “que não têm adesão à realidade”.

“Houve um conjunto de intervenções no congresso, incluindo a do primeiro-ministro, que não têm adesão à realidade”, disse, reiterando que a “expressão com sentido metafórico” não é capaz de ofender “uma pessoa inteligente”. Nuno Melo garantiu ainda ao Observador que, na legenda em causa, não se dirige “a ninguém em particular”.