António Costa

Comissão Política do PS: Lista de Costa elege 55 membros, opositores elegem 10

Estão escolhidos os nomes que integram a Comissão de Política Nacional do PS eleita esta noite. A lista proposta por António Costa elegeu 55 membros, a lista de Daniel Adrião conseguiu 10.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Foi a primeira reunião da Comissão Nacional socialista (o órgão máximo entre congressos), escolhida no último congresso do PS, no final de Maio, na Batalha. Entre os principais pontos da agenda estava a eleição da Comissão Política Nacional, o orgão de direção alargada do partido.

Havia duas listas a concurso, a que era proposta pelo próprio Secretário-Geral, António Costa, e a que era proposta por Daniel Adrião, o único adversário que tentou desafiar a liderança de Costa nas duas últimas eleições diretas.

Estavam em jogo 65 assentos. Contas feitas, e tal como se esperava, na reunião que decorreu no hotel Altis em Lisboa, a lista de António Costa venceu por larga maioria, com 194 votos, a de Adrião ficou-se pelos 37. Sendo que a distribuição de lugares é feita segundo o princípio da representação proporcional, Costa assegurou a presença de 55 elementos da sua lista na Comissão Política, contra 10 lugares da lista adversária.

Ao que o Observador apurou, chegou a haver uma tentativa de conciliação das duas listas, com um número de assentos prometidos a Adrião, mas ao contrário do que aconteceu há dois anos, desta vez essa negociação não produziu resultados.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Portugal, país-slime /premium

Helena Matos
462

Estão a ver aquela massa viscosa com que as crianças se entretêm? O slime, claro. Portugal está a tornar-se num país-slime, onde os valores são moldados a gosto e a responsabilidade não  existe.

TAP

A vaca voadora de António Costa é a TAP /premium

Tiago Dores
1.841

O Estado colocou gestores na TAP para que a TAP faça a gestão que bem entender borrifando-se para esse gestores que não gerem coisa nenhuma. É a segunda lição de qualquer Manual de Gestão para Totós.

Política

Podemos falar de coisas sérias?

Salvador Furtado

Outubro já não está assim tão distante, e o governo sabe isso. Mas o assunto da maior carga fiscal de sempre? E o da corrupção? E o de sermos um dos países com um dos piores crescimentos da zona euro?

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)