Dezenas de exemplares dos tradicionais tapetes de Arraiolos estão, desde esta sexta-feira, em exposição nesta vila alentejana, estendidos pelas ruas ou pendurados em portas, janelas e varandas, por ocasião do certame “O Tapete está na Rua”. Promovido pela Câmara Municipal de Arraiolos, no distrito de Évora, o evento vai decorrer até ao dia 17 deste mês, no centro histórico da vila, e o programa inclui também espetáculos musicais, artesanato, gastronomia, colóquios e debates sobre a tapeçaria local.

A feira “tem como motivo o ‘Tapete de Arraiolos’, parte integrante da história do concelho” e “indissociável da vida socioeconómica” local “nos últimos séculos”, realçou a presidente da câmara, Sílvia Pinto. A tapeçaria de Arraiolos, acrescentou a autarca, é “uma das mais genuínas” expressões artísticas de Portugal e reveste-se de “enorme significado para o artesanato português”.

Durante o certame, segundo Sílvia Pinto, estão em exposição no centro histórico “dezenas de exemplares de tapetes, matizando de mil cores o casario branco característico de Arraiolos e do Alentejo”.

O município, que aguarda há vários anos pela certificação dos tradicionais tapetes e que já criou um centro interpretativo, pretende dar continuidade ao processo de candidatura do Tapete de Arraiolos a Património Cultural Imaterial da Humanidade, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Segundo a autarca, é necessário proceder à “certificação adequada” dos tradicionais tapetes, porque “não pode continuar” a ser “negado o valor económico, patrimonial e cultural” deste produto artesanal. É, pois, frisou, “necessário criar o Centro para a Promoção e Valorização do Tapete de Arraiolos, em conformidade com as deliberações da Assembleia da República, sempre tomadas por unanimidade e ignoradas pelos sucessivos governos”.

O programa do certame, que arranca oficialmente às 18h00 desta sexta-feira, inclui, no que à “banda sonora” diz respeito, no primeiro dia, o espetáculo “A Guitarra Portuguesa e o Fado Dançado” e as atuações de Fernando Daniel e DJ Toy + Interações.

HMB, Carlos Leitão, Vento Suão, Moenga Blues, Tiago Bettencourt, Fénix Band, Resistência, Maffa Jaffa e Cuca Roseta são outros dos artistas que vão atuar na feira, com espetáculos na Praça do Município. Uma feira do livro, animação de rua, vinhos, doçaria tradicional e a empada de Arraiolos são outros dos “ingredientes” do certame.

Do Tapete de Arraiolos, bordado a lã sobre tela, com a técnica do ponto cruzado oblíquo, denominada “Bordado de Arraiolos”, conhecem-se referências desde os finais do século XVI (1598), com origem na vila alentejana com o mesmo nome, povoada no princípio do mesmo século por mouros e judeus, expulsos da mouraria de Lisboa por D. Manuel I.