Nunca faltam as novidades na reunião que a administração da Tesla mantém anualmente com os que investem no fabricante americano de veículos eléctricos e, este ano, não foi excepção. Elon Musk anunciou que o Model Y vai ser apresentado em Março de 2019, para começar a ser entregue no princípio de 2020 (de que já falámos aqui), em simultâneo com o Semi e o Roadster.

Mas o CEO daTesla foi mais longe e levantou um pouco mais do véu que ainda cobre as especificações do Roadster, uma vez que sabemos apenas que vai atingir 400 km/h e os 96 km/h em somente 1,9 segundos, tornando-o de longe no eléctrico mais veloz e um dos poucos hiperdesportivos capazes de atingir esta velocidade, bem como o carro de série mais rápido do mundo. Segundo Musk, o desenvolvimento do Roadster está a correr de forma tão animadora, que estas especificações iniciais vão ser ultrapassadas pelo modelo de série.

Tesla Roadster melhor que Ferrari, Lamborghini e McLaren?

Como se isto não bastasse, o CEO confirmou que os 400 km/h e os 1,9 segundos anunciados referem-se à versão mais “simples” do Roadster, uma vez que vão surgir outras versões ainda mais potentes ou rápidas. Provavelmente, com a ajuda de um pack como o que revelou à plateia, denominado SpaceX, outra das empresas de Musk, que produz os foguetões que colocam satélites em órbita e visitam regularmente a Estação Espacial Internacional, além de ter produzido o mais potente foguetão da actualidade, que enviou rumo a Marte. Resta saber o que o pack SpaceX fará ao Roadster, mas pode perfeitamente equivaler ao que o Ludicrous já faz aos Model S e X, tornando-os mais rápidos, a ponto de conseguirem ir de 0-96 km/h em 2,3 segundos.

No capítulo das novidades, o patrão da Tesla anunciou também o que muitos já esperavam, uma terceira geração dos superchargers para responder aos carregadores a 350 kW que os grupos BMW, Daimler, Ford e Volkswagen estão a desenvolver, e que a Efacec foi a primeira a produzir. Segundo Musk, a próxima geração dos supercarregadores da marca americana já está terminada no que respeita ao aspecto geral e estará no mercado ainda antes do final do ano, deixando a revelação das especificações para data mais próxima do lançamento.

A Tesla usa de momento superchargers a 120 kW, dos quais tem 9.969 espalhados pelo mundo (essencialmente EUA e Europa), e que continuam a fornecer energia gratuita aos proprietários dos Model S e X. Pode ver aqui a conferência na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=OFVTIPV7Urs