O representante do Banco Mundial (BM) para São Tome e Príncipe iniciou esta segunda-feira uma visita de uma semana ao arquipélago, durante a qual assina dois acordos de financiamento para o reforço de capacidade institucional e apoio orçamental.

Um comunicado do BM distribuído a jornalistas indica que os dois acordos serão assinados pelo representante desta instituição, Olivier Lambert, e o ministro das finanças, comércio e economia azul, Américo Ramos. O valor desses dois financiamentos não foi anunciado.

Olivier Lambert chegou à capital são-tomense no final da tarde de domingo, acompanhado de “uma comitiva de funcionários do Banco Mundial”, e terá “vários encontros na capital e na região autónoma de Príncipe” com entidades governamentais, o governador do Banco Central de São Tomé e Príncipe (BCSTP) e representantes de organismos das Nações Unidas e da sociedade civil.

De acordo com o comunicado do banco Mundial, a delegação “irá participar da reunião de Revisão Conjunta da Carteira de Projetos (CPPR) com as instituições governamentais para se aferir sobre o grau de implementação e os desafios enfrentados pelos projetos financiados pelo Banco Mundial no arquipélago”.

Na Região Autónoma do Príncipe, Olivier Lambert reúne-se com o presidente regional para conhecer a realidade local e participará numa palestra subordinada ao tema “a Economia Azul no Contexto da Reserva Mundial da Biosfera da Região Autónoma do Príncipe.” A visita a são Tomé e Príncipe termina a 17 de junho e a comitiva do BM visitará os projetos financiados por esta instituição.