Andreas Pérez, piloto espanhol de apenas 14 anos, não sobreviveu aos ferimentos resultantes de um acidente grave no domingo e morreu esta segunda-feira. O jovem piloto foi apanhado num acidente que envolveu cinco motos na segunda corrida da ronda de Barcelona do Mundial de Moto3.

O jovem espanhol foi transportado de helicóptero para o hospital mais próximo, onde acabou por morrer. Andreas Pérez estreou-se no Mundial de Moto3 no ano passado e participou nas rondas de Jerez de la Frontera e Valência. Foi o piloto escolhido para integrar o escalão de Moto3 da equipa de MotoGP Avintia Racing, mas falhou a corrida de abertura devido a uma lesão. Esteve presente nas quatro corridas seguintes.

Foi a própria Avintia que comunicou a morte de Andreas Pérez. A equipa espanhola revelou que o piloto espanhol foi “admitido no hospital com sérios danos cerebrais e pouco depois foi diagnosticado com morte cerebral”. “Ainda que o coração continuasse a bater e depois de muitos esforços, os médicos não puderam fazer nada para evitar a sua morte. Ele não ganhou esta corrida”, acrescentou a Avintia Racing.

Este é já o terceiro acidente fatal no Circuito da Catalunha em apenas três anos. Luis Salom, piloto de Moto2, morreu depois de um acidente durante o Mundial de Moto2 e o mesmo aconteceu a Enric Sauri, durante as 24 Horas da Catalunha de 2017.