Rádio Observador

Coreia do Norte

Quem é quem? Os homens dos presidentes à mesa

Depois de uma primeira reunião a sós, Kim Jong-un e Donald Trump passaram a uma reunião alargada com os seus conselheiros. Veja quem são as dez pessoas sentadas à mesa nesta cimeira histórica.

Dez pessoas à mesa, cinco de cada lado, Kim e Trump frente a frente, cada um ladeado por um tradutor (ou tradutora, no caso dos EUA, a única mulher à mesa). Veja quem são os homens dos presidentes que se sentaram a seu lado – e que entram nesta foto que fica para a História.

Do lado da Coreia do Norte

1 – Ri Yong Ho, ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte

O diplomata fez parte de todas as negociações sobre o programa nuclear norte-coreano no passado e foi um dos principais representantes de Pyongyang nas conversações a Seis, em 2003.

2 – Kim Yong Chol, vice-presidente do Comité Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia

O general e antigo membro das secretas norte-coreanas tem estado presente em todos os encontros com Pompeo — e foi ele o enviado a Washington para entregar pessoalmente uma carta de Kim a Trump.

3 – Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

Dispensa apresentações nesta fase, mas se quiser ver uma versão resumida da sua biografia encontra-a neste artigo do Observador.

4 – Tradutor

5 – Ri Su Yong, vice-presidente do Comité Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia

Foi embaixador da Coreia da Norte na Suíça e, entre 2014 e 2016, ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte.

Do lado dos Estados Unidos da América:

6 – John Kelly, chefe de gabinete da Casa Branca

Horas antes da cimeira, tinha sido citada no New York Times uma frase sua a alguém que o visitou: “A Casa Branca é um sítio infeliz para trabalhar”. Durante a cimeira talvez não lhe ocorresse dizer tal coisa.

7 – Tradutora

8 – Donald Trump, presidente dos Estados Unidos da América

9 – Mike Pompeo, secretário de estado

O ex-chefe da CIA tem estado pessoalmente envolvido nestas negociações desde o início. Já viajou duas vezes para Pyongyang (uma quando ainda estava à frente da CIA, outra já no Departamento de Estado) e já se encontrou pessoalmente com Kim. Em Washington, também se encontrou com o enviado da Coreia Kim Yong-chol.

10 – John Bolton, conselheiro de segurança nacional

O “falcão” Bolton é conhecido pelas suas posições aguerridas, que se tornaram bem conhecidas durante a presidência de George W. Bush, quando Bolton deixou claro o seu apoio à Guerra do Iraque enquanto conselheiro na Casa Branca. Agora, com Trump ao leme, voltou a protagonizar um momento de tensão na negociação com a Coreia do Norte ao declarar que os EUA iriam seguir o “modelo líbio” para a desnuclearização da Coreia do Norte — o que provocou reações de irritação entre os representantes de Pyongyang, que não gostaram da comparação, tendo em conta o fim do Coronel Khadafi, morto por uma multidão. O episódio quase pôs em causa a cimeira, tendo em conta o mal-estar que provocou.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)