Relações Internacionais

Kremlin saúda diálogo direto entre líderes dos EUA e Coreia do Norte

O Kremlin saudou o início do diálogo direto entre o presidente de Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, mas sublinhou que não se deve esperar soluções rápidas.

JIM LO SCALZO/EPA

O Kremlin saudou esta quarta-feira o início do diálogo direto entre o presidente de Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, mas sublinhou que não se deve esperar soluções rápidas.

“Devemos saudar o simples facto de a reunião se ter celebrado e o diálogo direto se tenha estabelecido”, disse o porta-voz da Presidência russa, Dmitri Peskov.

A mesma fonte sublinhou que em cima da mesa estão questões complicadas, “pelo que seria errado esperar que esses problemas de longa data fossem solucionados numa hora.

Trump e Kim Jong-un realizaram na terça-feira a primeira cimeira da história entre os líderes dos dois países, durante a qual se comprometeram a “construir um regime de paz duradouro e estável na península coreana”.

Um simbólico aperto de mão deu início ao primeiro encontro entre os líderes dos dois países depois de quase 70 anos de confrontos políticos no seguimento da Guerra da Coreia (1950-53) e de 25 anos de tensão sobre o programa nuclear de Pyongyang.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)