SEAT

Seat vai liderar os robôs-táxi no Grupo Volkswagen

A Seat está imparável. Com as vendas a crescerem ao ritmo das margens de lucro, a marca foi agora incumbida de desenvolver os robôs-táxi para o Grupo VW. Os primeiros protótipos surgem ainda em 2018.

“A Seat vai rever a forma como produzimos veículos e vamos começar a concebê-los especificamente para um determinado serviço.”As palavras são da responsável pelo Desenvolvimento de Novos Negócios da marca espanhola, Arantxa Alonso, referindo-se à aposta do grupo alemão na mobilidade urbana que, segundo eles, passa pela concepção e produção de robôs-táxi e veículos 100% autónomos.

As afirmações de Alonso surgem num momento em que a indústria automóvel, especialmente a europeia, se prepara para avançar mais rapidamente com a mobilidade urbana, o que vai colocar em causa o factor propriedade dos veículos para aqueles que vivem e se deslocam maioritariamente em cidade.

De acordo com a responsável pela Seat, “um veículo urbano, que nem necessita de ser um automóvel, podendo ser uma mistura com outra coisa qualquer, tem necessidades específicas, relacionadas com agilidade e capacidade de estacionamento, o que não implica que este tipo de meio de transporte se sinta particularmente à vontade a circular em auto-estrada”. É isto que leva a que o fabricante de Barcelona coloque tudo em causa e ouse pensar out of the box, visando antecipar-se a alguém que surja com uma ideia disruptiva que revolucione a indústria.

Arantxa Alonso promete que o “departamento de Pesquisa e Desenvolvimento deverá ter prontos os primeiros protótipos no final do ano”, para serem revelados “uns meses mais tarde”, sendo que os robôs-táxi estão no centro da investigação.

Vamos tornar-nos num dos operadores dos robôs-táxis do futuro, dado que estamos focados na mobilidade end-to-end privada”, acrescenta.

O Grupo VW não é o único com projectos nesta área, pois além da Google e Uber, também a Renault e Nissan estão  envolvidas através da empresa EZ-GO.

Garantindo que a Seat vai propor em breve veículos 100% autónomos, Alonso tem a certeza que a tecnologia tem pés para andar “como a Waymo já provou”, recorda, sendo que ao fabricante espanhol caberá concentrar-se nos mercados do Sul da Europa. A começar pelo seu, para a qual foi criada uma nova empresa do grupo, a Xmoba Ventures, com o serviço de car-sharing denominado Respiro. O Respiro já está a operar em Madrid, devendo ser alargado em breve a outras grandes cidades espanholas, mas igualmente a Portugal e, a partir de 2020, também a Itália e França, ainda que neste último caso sob outra denominação.

O motivo que leva a Seat – e o grupo alemão por tabela – a apostar tão fortemente nos carros autónomos para serviços de car-sharing e de robôs-táxi deve-se à possibilidade de estes terem a capacidade de reduzir a apenas 10% os custos de deslocação em cidade, quando comparados com os compromissos inerentes à aquisição de um carro novo.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)