Mundial 2018

“Fiz isto de graça”. Robbie Williams responde às críticas ao mostrar dedo do meio na cerimónia de abertura

463

Robbie Williams mostrou o dedo do meio na abertura do Mundial. O cantor reagiu às críticas por ter aceite o convite para atuar na Rússia. FIFA está a eliminar os vídeos do momento.

Robbie Williams mostrou o dedo do meio a uma das câmaras que transmitia a cerimónia de abertura do Mundial 2018 na Rússia a partir do estádio Luzhnicki. O artista britânico estava a atuar antes de começar o jogo Rússia-Arábia Saudita quando fez o gesto obsceno. Ao mesmo tempo dizia: “Por favor, lembrem-se que eu fiz isto de graça”. Esta foi a resposta de Robbie Williams às críticas de que tem sido alvo por ter aceite o convite para participar no evento em solo russo.

Quando se soube que Robbie iria ser o protagonista da cerimónia de abertura, o político britânico Stephen Doughty (Partido Trabalhista) disse: “É surpreendente e dececionante ouvir que um grande artista britânico como Robbie Williams, que tem sido um aliado das campanhas de direitos humanos e da comunidade LGBT +, concordou em ser pago pela Rússia e pela FIFA para cantar na abertura do Campeonato do Mundo”. Agora, o cantor veio esclarecer que, afinal, ele não foi pago pelo espetáculo no estádio.

Todas as músicas que Robbie Williams cantou eram anteriores ao presente milénio: o reportório incluiu “Angels”, que interpretou com a soprano russa Aida Garifullina, e o clássico “Let Me Entertain You”. Foi quando cantou “Rock DJ”, uma das mais famosas canções do artista, que o cantor alterou um dos versos da canção e mostrou o dedo do meio a uma das câmaras que transmitia a cerimónia de abertura do Mundial. Várias imagens do momento estão a circular na Internet, mas têm sido eliminadas pela Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Robbie Williams já tinha dito que a organização do evento lhe pediu para não cantar “Party Like a Russian”, uma canção de há dois anos que satiriza as elites russas. O cantor acedeu ao pedido, o que aumentou ainda mais as críticas. Bill Browder, que lidera a campanha Magnitsky pela justiça, disse: “Há muitas maneiras de ganhar dinheiro, Robbie Williams, mas vender a alma a um ditador não deve ser um deles”.

Além dos direitos humanos, o Reino Unido está em conflito diplomático com a Rússia depois do caso do envenenamento do espião duplo Sergei Skripal. E recebeu a solidariedade de quase 30 países, que expulsaram diplomatas do país.

Antes do espetáculo, Williams disse estar “muito feliz e entusiasmado por voltar à Rússia para um espetáculo tão único. Eu fiz muita coisa na minha carreira, mas abrir a Copa do Mundo da FIFA para 80 mil adeptos no estádio e muitos milhões em todo o mundo é um sonho de infância”, confessou. Até agora, Robbie Williams ainda não explicou o protesto que fez no campo do estádio Luzhnicki.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)