Voleibol

Portugal perde com a Turquia e falha pódio da Liga de Ouro Europeia de voleibol

Apesar de afastado do apuramento direto para a Challenger Cup, Portugal tem garantida a presença na fase seguinte na qualidade de anfitrião, na "poule" a realizar de 20 a 24 de junho, em Matosinhos.

JOSE COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A seleção portuguesa de voleibol perdeu esta quinta-feira por 3-2 com a Turquia, em Karlovy Vary, na República Checa, e ficou fora do pódio da “final four” da Liga de Ouro Europeia.

Portugal perdeu pelos parciais 16-25, 25-21, 14-25, 25-22 e 11-15, mas, apesar de afastado do apuramento direto para a Challenger Cup, tem garantida a presença na fase seguinte na qualidade de anfitrião, na poule a realizar de 20 a 24 de junho, em Matosinhos.

A seleção lusa, sem conseguir meter o seu serviço e ataque, acumulou erros no primeiro parcial e permitiu aos turcos controlar o marcador com uma vantagem média de cinco pontos, 8-3 e 16-11, e fechar aos 25-16.

No segundo parcial, Portugal deu uma boa resposta, mais eficaz nas ações de serviço, bloco, receção e ataque, assumiu a liderança do ‘set’ (8-7, 16-13 e 21-19), e empatou o jogo 1-1 com um triunfo por 25-21.

A Turquia voltou a superiorizar-se no terceiro parcial, em que Portugal voltou a cometer erros transformados em pontos, e voltou à liderança da partida, com alguma facilidade, com um triunfo no ‘set’ por 25-14. Nova reação portuguesa no quarto parcial, em que voltou a estar melhor do que os turcos no serviço, ataque e bloco, permitiu aos comandados por Hugo Silva assumir a liderança (8-4), que perderiam à passagem dos 14-16.

Na parte final do set, Portugal reassumiu o comando (21-19) e voltou a anular a vantagem dos turcos no jogo, com um triunfo no parcial por 25-22, levando a decisão da partida para a negra.

Um bom início no quinto e decisivo set (5-1), permitiu a Portugal pensar na possibilidade de vencer o jogo, mas os turcos anularam a vantagem, passaram para a frente por três pontos (10-07) e fecharam a partida aos 15-11.

Marco Ferreira, com 20 pontos, e o irmão Alexandre Ferreira, com 17, foram os principais concretizadores da equipa portuguesa, enquanto Toy Metin, com 24, foi o jogador em evidência na equipa turca.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Turquia

A solidão de Erdoğan /premium

Diana Soller

A Turquia é um Estado tampão que retém cerca de três milhões de refugiados – a maioria oriundos da Síria. Um gesto mais irrefletido de Erdoğan pode levar a uma crise sem precedentes na Europa.

Governo

O fracasso da geringonça /premium

Alexandre Homem Cristo

No domínio táctico, a geringonça foi uma vitória das esquerdas. No domínio político, não é mais do que a capitulação de PCP/BE em troca de acesso ao poder, mas nunca de real influência na governação.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)