Um imigrante chinês com uma jovem família americana instalada em Nova Iorque teme a deportação depois de ter sido preso quando apareceu para uma entrevista do cartão de residência permanente nos Estados Unidos (Green Card).

Xiu Qing You, de 39 anos e residente em Queens foi detido no sábado numas instalações de Nova Jérsia da Agência Federal de Imigração e Alfândega, revela a agência Associated Press (AP).

Há duas semanas, também foi detido um empregado de pizzeria equatoriano enquanto fazia uma entrega ao exército no Brooklyn.

Xiu Qing You pediu asilo depois ter chegado pela primeira vez aos Estados Unidos há 18 anos, dizendo temer ser perseguido pela sua fé católica se voltasse para a China, segundo o New York Daily News.

Quando o asilo foi negado, recebeu uma ordem de deportação em 2002, que não cumpriu.

A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem estado bastante atenta a este tipo de casos.

Xiu Qing You tem um filho de quatro anos e uma filha de seis, nascidos nos Estados Unidos.

A sua mulher, Yu Mei Chen, é cidadã Americana e disse ao Daily News que está em contato com o marido por telefone.

“Nunca o vi chorar. Sente muita falta das crianças”, descreveu.

Xiu Qing You pediu residência permanente em 2015 e o casal foi a uma entrevista a 23 de maio, dia em que o homem foi preso.

O casal, que administra um salão de beleza em Connecticut, é representado pelos escritórios de advocacia Yee Ling Poon, em Manhattan.

Segundo a AP, o escritório não respondeu aos pedidos de comentário sobre o assunto feitos no sábado.

O escritório de advogados Yee Ling Poon supostamente pediu uma suspensão da deportação, enquanto procura reabrir reivindicação de asilo de Xiu Qing You, acrescenta a AP.

Ao trabalhador de entrega de pizzas equatoriano, Pablo Villavicencio, foi concedida uma estadia de deportação na semana passada, aguardando-se novos processos judiciais.