Os números não estão do lado do PS ao longo dos últimos quatro meses, que está cair e a afastar-se da maioria absoluta — segundo os portugueses contactados para uma sondagem da Aximage, a pedido do Correio da Manhã e do Jornal de Negócios, e que foi publicada esta manhã segunda-feira.

Marques Mendes já tinha levantado um pouco o véu quanto a estes resultados, no seu habitual comentário semanal na SIC deste domingo, e os números confirmam-no: o partido liderado por António Costa foi a escolha de 37% dos inquiridos deste mês de junho, menos sete décimas face a maio e quase sete pontos percentuais abaixo do valor (43,7%) de há um ano, revelam estes barómetros políticos.

Ainda assim, o PS continua em vantagem relativamente ao PSD, que se encontra com menos 9 pontos percentuais relativamente ao partido do Governo. O PSD reúne agora 27,8% de preferências, pouco mais do que obtinha há um mês (27,6%). Os resultados laranjas sofreram, no entanto, uma melhoria com Rui Rio a assumir a liderança do partido. Recorde-se que antes disso, em janeiro, o PSD obteve o apoio de 26,2% dos inquiridos.

O partido de que Catarina Martins, o Bloco de Esquerda, foi o que mais melhorou nas intenções de voto, com 10,2% das preferências dos inquiridos, subindo 0,3 em relação ao mês anterior. Já a CDU, coligação entre o PCP e Os Verdes, recuou para 7,2% (menos cinco décimas face a maio), enquanto o CDS-PP baixou quatro décimas, com 6,3%.