Rádio Observador

Naufrágios

Perto de 200 desaparecidos em naufrágio na Indonésia

Caso se confirme o número de vítimas, este naufrágio, cujas causas não são ainda conhecidas, será uma das piores catástrofes marítimas ocorridas na Indonésia.

DEDI SINUAJI/EPA

As autoridades indonésias suspeitam que estejam desparecidas perto de 200 pessoas na sequência do naufrágio de um ferry na segunda-feira no lago Toba, na zona norte da ilha de Samatra.

“Muitas pessoas estavam na embarcação sem bilhete”, sublinhou o diretor da Agência Nacional de Catástrofes, Muhammad Syaugi, enquanto a polícia previu que 178 pessoas possam estar desaparecidas, com base em declarações de familiares.

A agência indonésia admite agora que o número de pessoas desaparecidas, em consequência do ferry que se virou a mais de 1.300 quilómetros a nordeste da capital, Jacarta, seja o triplo das estimativas.

Na terça-feira, as autoridades referiram que 65 passageiros estavam desaparecidos entre as 80 que seguiam a bordo de um navio que tinha a capacidade de 43 passageiros. Caso se confirme o número de vítimas, este naufrágio, cujas causas não são ainda conhecidas, será uma das piores catástrofes marítimas ocorridas no vasto arquipélago de 1.700 ilhas.

As autoridades locais – que colocaram no local 400 socorristas na procura de corpos – descobriram que a embarcação estava a operar ilegalmente no lago Toba, uma região turística. Horas depois do acidente, o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que “seis passageiros foram socorridos, um morreu”.

A Indonésia, país de maioria muçulmana, está a celebrar desde sexta-feira a festa de Id al-Fitr, que assinala o fim do mês de jejum do Ramadão — uma ocasião em que milhões de pessoas tiram férias, e o lago Toba é um destino turístico popular.

Este naufrágio é o mais recente de uma série de acidentes marítimos mortais no vasto arquipélago indonésio, cujas ligações por barco, entre as suas cerca de 17.000 ilhas, padecem de falta de condições de segurança. Na semana passada, um barco tradicional de madeira naufragou com 40 pessoas a bordo, perto da ilha de Sulawesi, fazendo mais de dez mortos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Feminismo

Liberdade p/assar /premium

Alberto Gonçalves
628

O descaramento do MDM e associações similares é infinito. Uma coisa, já de si irritante, é a sensibilidade contemporânea a matérias tão insignificantes que não ofenderiam o antigo arcebispo de Braga.

Natalidade

Como captar os votos de um jovem casal?

Ricardo Morgado

O nascimento de uma criança altera, complemente, a vida de um jovem casal. Para que tal aconteça mais vezes, é essencial que o Estado saiba responder às suas necessidades e a algumas urgências.

Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Henrique Pinto de Mesquita

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)