As forças de segurança portuguesas, em colaboração com as autoridades espanholas, detiveram em Portugal “um dos fugitivos mais procurados na Europa” responsável por um esquema que desviou mais de 11 milhões de euros ao fisco, anunciou esta segunda feira a polícia do país vizinho.

Segundo direção-geral da Polícia Nacional espanhola, o homem, José Manuel Costas, de nacionalidade espanhola, foi localizado e detido a 22 de junho último nas imediações de um restaurante em Belinho, localidade portuguesa do concelho de Esposende, depois de dois anos fugido às autoridades.

A Polícia Judiciária de Portugal e a Guarda Nacional Republicana Portuguesa, em cooperação com Agentes da Polícia Nacional [espanhola], prenderam “um dos fugitivos mais procurados da Europa”, lê-se num comunicado de imprensa enviado esta segunda-feira para as redações. A notícia já tinha, no entanto, sido avançada pelo Jornal de Notícias no dia 23 de junho.

O detido estava fugido desde julho de 2016, depois de ter sido condenado a seis anos de prisão por liderar uma rede criminosa que desviou mais de 11 milhões de euros à Agência Tributária espanhola. A sua fotografia foi incluída em dezembro de 2016 na página “EU Most Wanted Fugitives” (os 50 fugitivos mais procurados na União Europeia” da Europol (polícia europeia).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo a Polícia Nacional espanhola, a sua localização foi possível graças colaboração da rede policial ENFAST (rede europeia de equipas de busca ativa de fugitivos), que tem como objetivo alcançar uma maior eficácia no rastreio e detenção dos maiores criminosos procurados a nível internacional.

Agora, os tribunais de Vigo trabalham para arranjar a documentação necessária para solicitar a Portugal extradição de José Manuel Costas. Ao ser extraditado para Espanha, o dono da “Las 5 Jotas”, deverá ser imediatamente preso para cumprir a sentença, aguardando na prisão pelos 10 julgamentos que lhe restam.