Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Small is beautiful, até para os SUV. As vendas de automóveis novos no mercado europeu desaceleraram no mês de Maio, crescendo apenas 0,5% face ao período homólogo de 2017, mas foram os pequenos SUV que salvaram a honra do convento, ao disparar 37%, assumindo-se como o segmento que mais novos compradores atraiu.

Os líderes deste segmento dos SUV com cerca de 4 metros de comprimento tiveram um desempenho notável, com o líder Renault Captur e o segundo classificado Dacia Duster a registarem subidas de 26% e 29%, respectivamente. Mas este é um tipo de veículo cada vez mais procurado e que também beneficia de uma crescente oferta, com a esmagadora maioria das marcas a fazer questão em estar presente. Assim se explica que também o Volkswagen T-Roc, o Citroën C3 Aircross e o Opel Crossland X tenham ajudado à festa.

Se nos concentrarmos exclusivamente nos resultados de Maio, é fácil constatar que são os países mais pequenos que mais crescem, nomeadamente a Roménia (43,3%), a Lituânia (33,2%), a Hungria (17,4%) e a Grécia (16,9%) – Portugal baixou 1,4%. Já os grandes caíram ou marcaram passo, como foi o caso da Alemanha (-5,8%), Itália (-2,3%),França (+0,1%), Reino Unido (+3,4%) e Espanha (+5,9%).

No acumulado do ano, é a Alemanha (como sempre) que lidera, com 1.497.723 unidades (mais 2,6% do que nos primeiros cinco meses de 2017), à frente do Reino Unido (1.079.049 unidades e -6,8%), Itália (947.437 e -0,1%), França (932.097 e +3,5%) e Espanha (592.523 e +9,7%).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No ranking das marcas que mais vendem, a Volkswagen continua a dominar, com 170.829 unidades transaccionadas em Maio (+6%), seguida da Renault (+3%), Ford (-1%), Peugeot (+3%), Opel (-5%), Mercedes (-8%), Fiat (-12%), Audi (-5%), BMW (-8%) e Skoda (-2%).

Volkswagen arrasa Mercedes e BMW na Alemanha

Entre os modelos, o Golf continua a ser o mais pretendido, seguido do Renault Clio, Volkswagen Polo, Ford Fiesta, Volkswagen Tiguan, Dacia Sandero, Ford Focus, Renault Captur, Peugeot 208 e Skoda Octavia. Isto coloca obviamente o Volkswagen Golf na invejada posição de líder no segmento C, o que mais vende na Europa, com o Renault Clio a ser o maior entre os utilitários, o Volkswagen Tiguan entre os SUV compactos, o Renault Captur nos pequenos SUV e o Volkswagen Passat entre os familiares da gama média.

Por tipo de combustível, o que mais cai é o diesel, que nos primeiros cinco meses de 2018 atraiu 36% dos compradores, contra 45% em 2017, ou seja, uma quebra de 9%, com os gasolina a perderem apenas 7% (de 49% para 36%).  Entre os veículos com motor híbrido é a Toyota que reina com o C-HR, Yaris, Auris e Rav4, seguida do Kia Niro, para os híbridos plug-in manterem o Outlander PHEV na liderança, secundado pelo Volkswagen Passat GTE, BMW Série 5, Volvo XC60 e BMW Série 3. Na batalha dos eléctricos, o Renault Zoe mantém a preferência dos condutores europeus, com uma curta vantagem sobre o Nissan Leaf, Volkswagen e-Golf, BMW i3 e Tesla Model S.