Rádio Observador

Benfica

Rui Vitória quer Benfica a trabalhar para a “reconquista dos títulos”

O treinador do Benfica, Rui Vitória, disse esta quinta-feira, no regresso ao trabalho dos vice-campeões portuguesses de futebol, que o objetivo do plantel deve ser "a reconquista dos títulos".

MÁRIO CRUZ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador do Benfica, Rui Vitória, disse esta quinta-feira, no regresso ao trabalho dos vice-campeões portuguesses de futebol, que o objetivo do plantel deve ser “a reconquista dos títulos”.

“É a reconquista, fundamentalmente dos títulos. Vamos à procura disso, e queremos que cada um dos benfiquistas tenha esta convicção”, atirou o treinador, que entra para a quarta temporada ao leme dos ‘encarnados’. Para Vitória, que ganhou dois campeonatos pelo Benfica antes de ficar em segundo no terceiro ano, a nova época “vai ser dura”, mas a equipa deve ter “o foco no Benfica” e evitar pensar nos rivais para estarem “preparados”.

“A época passada está terminada. Fizemos a reflexão que tínhamos de fazer, mas começámos a trabalhar muito cedo nesta época, e o mais importante é olharmos para a época que aí vem”, acrescentou. O técnico quer a equipa “focada no futuro imediato”, com “três palavras que guiam: entusiasmo, foco e missão”.

Rui Vitória confessou já ter falado “com alguns” dos reforços antes da pré-época, que arrancou esta quinta-feira com um plantel provisório de 30 jogadores, e explicou que a principal preocupação é os novos atletas encontrarem “tudo organizado e preparado para começarem bem, como a família, casa e transporte”.

O plantel “não está fechado, mas está definido”, porque “há a possibilidade de entrarem mais jogadores” e o trabalho no treino ainda está a começar, bem como a possibilidade de “uma ou outra saída”. Rui Vitória quer uma equipa “dominadora” e com qualidade ofensiva, ora em “4-4-2 ou 4-3-3”, e procura acima de tudo que os jogadores tenham “uma grande capacidade de perceber o jogo”.

“Preparámos um plantel para aquilo que são as exigências que vamos ter”, explicou, numa mistura entre jogadores mais e menos experientes e ter “mais do que uma opção para cada posição” e incluindo jogadores da formação.

Segundo o técnico das ‘águias’, só há um dos jogadores do Benfica atualmente a disputar o Mundial2018 que quer que fique “até ao fim”, no caso o defesa-central português Rúben Dias, e disse estar “a torcer” por uma vitória lusa no torneio da Rússia.

O plantel do Benfica iniciou esta quinta-feira a preparação para a época 2018/19, durante a qual procura reconquistar o título de campeão português, realizando os habituais testes médicos.

Às 17:00, os ‘encarnados’ fizeram o primeiro treino da temporada, no Estádio da Luz, no qual estiveram todos os jogadores que se apresentaram, à exceção de Krovinovic e Rafa, que ainda recuperam de lesões. O grego Samaris deverá apresentar-se no dia 08 de julho, enquanto os ‘mundialistas’ já eliminados Carrillo, Ebuehi e Zivkovic chegam até dia 14, com Ruben Dias, Salvio e Seferovic a dependerem da progressão das respetivas seleções no Mundial2018.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)