O tenista búlgaro Grigor Dimitrov, sexto jogador mundial, foi eliminado esta segunda-feira no ‘Grand Slam’ de Wimbledon pelo suíço Stanislas Wawrinka, 224.º no ‘ranking’, por 1-6, 7-6 (7-3), 7-6 (7-5) e 6-4.

Wawrinka, antigo número três mundial e que se encontra fora do ‘top 200’ devido a uma lesão num joelho, que o impediu de jogar vários meses desta temporada, surpreendeu Dimitrov ao fim de duas horas e 53 minutos.

Para o búlgaro cai o sonho de repetir o melhor resultado na relva do All England Club, quando chegou às meias-finais em 2014, enquanto Wawrinka persegue o triunfo no único ‘Grand Slam’ que nunca ganhou.

O vencedor do Open da Austrália em 2014, de Roland Garros em 2015 e do US Open em 2016 vai defrontar, na segunda ronda, o italiano Thomas Fabbiano, 133.º jogador mundial e proveniente do ‘qualifying’.