Rádio Observador

Leiria

Comunidade Intermunicipal apoia candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura

A Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria declarou esta sexta-feira por unanimidade "apoio incondicional" à candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura em 2027.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL) declarou esta sexta-feira por unanimidade “apoio incondicional” à candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Integram a CIMRL, além de Leiria, os municípios de Alvaiázere, Ansião, Batalha (que já tinha expressado apoio), Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Marinha Grande, Pedrógão Grande, Pombal e Porto de Mós.

Segundo uma nota de imprensa da CIMRL, na reunião do seu Conselho Intermunicipal, no Castelo de Porto de Mós, foi ainda aprovado um voto de congratulação pela nomeação do bispo de Leiria-Fátima, António Marto, como cardeal.

O Conselho Intermunicipal aprovou também a Criação da Rede de Bibliotecas Intermunicipal, à semelhança da Rede de Museus e da Rede de Arquivos intermunicipais já criadas”, adianta a mesma nota.

Os autarcas dos dez municípios abordaram, igualmente, “os projetos financiados pelo Centro 2020, com destaque para as ações que vão começar a ser implementadas já no próximo ano letivo, relativas ao Plano de Combate ao Insucesso Escolar da Região de Leiria”, e a preparação da candidatura ao projeto “Património Natural”.

Em 22 maio de 2015, Dia do Município de Leiria, o presidente da Câmara, Raul Castro, disse acreditar que o município estará preparado para se candidatar a Capital Europeia da Cultura em 2027, destacando o património do concelho como “único no país”.

Já em setembro de 2016, Raul Castro declarou que o objetivo principal da candidatura de Leiria é o de transformar o futuro, as pessoas e o território, e “não se resume a um ano cheio de expectativas”.

A minha convicção não se limita a 365 dias de eventos e espetáculos. Leiria não precisa de fogo-de-artifício e de algumas pessoas contratadas para irem apanhar as canas e limparem as ruas, como quando a folia desaparece e resta o desperdício que não mais se recupera”, sublinhou então Raul Castro, considerando que a cidade alcançou, nos últimos anos, “uma espécie de ‘cluster’ cultural através vários espaços museológicos existentes e por aqueles que entretanto vão nascendo”.

Por isso, a Capital Europeia da Cultura em Leiria assumirá também o objetivo de “revelar toda a riqueza cultural que a região de Leiria tem para mostrar”, acrescentou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Combustível

Os motoristas e o mercado

Jose Pedro Anacoreta Correira

Quando o Governo não consegue instrumentalizar politicamente os sindicatos, passa ao ataque. A luta e defesa dos trabalhadores é só para trabalhadores do Estado e filiados na CGTP.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)