Direitos LGBTI

Mais de um milhão de pessoas em Madrid na marcha de Orgulho Gay

306

Mais de um milhão de pessoas participaram este sábado, em Madrid, na marcha de Orgulho Gay, que este ano teve como lema "Conquistando a igualdade, TRANSformando a sociedade".

VICTOR LERENA/EPA

Mais de um milhão de pessoas participaram este sábado, em Madrid, na marcha de Orgulho Gay, que este ano teve como lema “Conquistando a igualdade, TRANSformando a sociedade”.

Os organizadores anunciaram o cortejo de 47 carros alegóricos e esperam a participação de cerca de um milhão de pessoas, o mesmo número do ano passado, quando se celebrou o WorldPride na capital espanhola.

Com o tema ‘Conquistando a igualdade, TRANSformando a sociedade”, a principal reivindicação da edição deste ano da marcha de Orgulho Gay os direitos dos transexuais teve, pela primeira vez, dois ministros na linha da frente da marcha.

O ministro da Administração Interna, Fernando Grande-Marlaska, e a ministra da Saúde, Carmen Montón, partilharam a linha da frente da marcha com responsáveis da oposição como Albert Rivera (Ciudadanos), Íñigo Errejón (Podemos), e representantes de sindicatos e da região de Madrid.

Todos eles deixaram mensagens de apoio ao LGTBI e concordaram com a defesa dos direitos destas pessoas, com Marlaska a considerar que, apesar de Espanha ser um país “privilegiado” nesta matéria, ainda há “um grande caminho por percorrer”.

A organização vedou a presença do PP na manifestação como “medida de pressão” por incumprimento de duas leis relacionadas ao coletivo LGTBI, os políticos deste partido compareceram, a título pessoal, na Praça de Colón.

Jaime de los Santos, titular de Cultura, Turismo e Desporto, considerou que o veto ao seu partido “é um regresso a tempos piores”, mas que “importante são os 365 dias do ano em que se lutará por implementar as leis aprovadas há dois anos pelos direitos LGTBI”.

Com a emblemática bandeira arco-íris e ao ritmo de músicas simbólicas como ‘I will survive’, mais de um milhão de pessoas desfilaram, num ambiente festivo, enquanto exigiam igualdade de direitos.

A manifestação deste sábado foi o ponto mais alto de uma série de eventos que já se iniciaram no fim de semana passado e que levam a Madrid anualmente centenas de milhares de turistas.

Cerca de 3.000 efetivos, entre polícias e membros de serviços de emergência, foram mobilizados para proteger os participantes que desfilaram entre barreiras de proteção, para evitar incidentes, havendo restrições importantes ao trânsito de veículos.

30 mil em Londres

Em Londres foram 30 mil as pessoas que se reuniram nas ruas para a marcha anual do orgulho LGBTI, que no percurso que passou por Piccadilly Circus e Trafalgar Square, segundo explica o The Guardian.

A marcha foi inaugurada pelo mayor de Londres, Sadiq Khan, e pela ministra das Mulheres e da Igualdade, Penny Mordaunt, que também participaram no evento, acrescenta o jornal.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)