O basquetebolista norte-americano Tyler Honeycutt morreu este sábado, na sequência de um tiroteio com a polícia. De acordo com Mitch Lebe, jornalista da CBS Radio, Tyler Honeycutt estava barricado em sua casa, em Sherman Oaks, Los Angeles.

A polícia terá sido chamada pela mãe do basquetebolista de 27 anos, que alertou que o filho estava a ter um comportamento estranho. Quando a polícia chegou, Honeycutt, que chegou a passar pela NBA ao serviço dos Sacramento Kings, começou a disparar, levando os agentes a responderem da mesma foram. Quando o tiroteio terminou, uma equipa das forças especiais (SWAT) entrou em casa e confirmou a morte do atleta. 

A morte de Honeycutt já levou a algumas reações, como Solomon Hill, dos New Orleans Pelicans, que usou o Twitter para lamentar a morte do jogador: “Triste pela notícia. Felizmente mais ninguém ficou ferido. Descansa em paz, meu irmão do basquetebol”.

Tyler Honeycutt chegou à NBA depois de ter jogado na Universidade da Califórnia (UCLA). Foi 35.ª escolha do Draft de 2011 e esteve na liga norte-americana durante duas épocas. Atualmente jogava no Khimki, da Rússia. Na última temporada registou uma média de 9,2 pontos e 5.4 ressaltos na Euroleague e 10,3 pontos e 6,4 ressaltos no campeonato russo.