531kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Podence diz que a sua passagem pelo Sporting acabou "definitivamente"

Este artigo tem mais de 4 anos

Numa publicação no seu Instagram, Podence acabou com as dúvidas. "Definitivamente, a minha passagem pelo Sporting acabou e essa passagem não foi curta", escreveu o futebolista.

i

Carlos Rodrigues/Getty Images

Carlos Rodrigues/Getty Images

Podence, um dos jogadores que rescindiram contrato com o Sporting na sequência das agressões na academia de Alcochete, diz que a sua passagem pelo clube acabou “definitivamente”. Depois de o atual presidente da SAD do Sporting, Sousa Cintra, ter admitido em entrevista que o regresso de Podence ao clube estaria para breve, o jogador acabou com as dúvidas numa publicação colocada no seu Instagram.

“Não me pronunciei antes sobre o assunto por ainda não saber o meu futuro, sendo que esse poderia ser no Sporting Clube de Portugal. Definitivamente, a minha passagem pelo Sporting acabou e essa passagem não foi curta. Por isso, a decisão que tomei foi a mais refletida possível. Nunca deixaria o Sporting se assim não fosse”, escreveu Podence.

Sousa Cintra admite que regresso de Bruno Fernandes e Podence ao Sporting pode estar por horas

“Foram 13 anos de leão ao peito, dos quais eu tenho o maior orgulho e estarei eternamente grato. Eu cresci no Sporting. A minha formação pessoal e desportiva devo-a ao Sporting. Cruzei-me com pessoas que levo para toda a vida. Foi também onde apurei ainda mais a minha paixão pelo futebol, daí sentir a necessidade de mudar”, continua a publicação do jogador.

Podence apagou aquela frase mas a mensagem foi entendida (a crónica do Sporting-Portimonense)

Sobre as agressões em Alcochete, Podence escreveu que “ninguém” no clube o ensinou a lidar com violência. “Apesar de tudo que o Sporting me ensinou, ninguém me ensinou a lidar com um ambiente de ameaças, de violência, onde temo pela minha segurança e pela da minha família e nem deveriam ter ensinado porque o futebol ou outro desporto não devem ser assim”, escreveu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“[BdC] atiçou a ira dos adeptos contra mim”. Leia aqui na íntegra as 34 páginas da rescisão de Rui Patrício e Podence

“Nós, profissionais de futebol, somos muito mais do que as quatro linhas. Temos família, amigos e sentimentos, mas essas barreiras nem sempre foram respeitadas. Desta forma, vou a procura de novos objectivos, sempre a tentar dar o melhor de mim mas nunca, de maneira alguma, esquecerei o clube que tanto me deu e que estará sempre no meu coração”, escreveu, antes de concluir agradecendo ao Sporting e aos que o apoiaram no clube.

A todos os Sportinguistas: Não me pronunciei antes sobre o assunto por ainda não saber o meu futuro, sendo que esse poderia ser no Sporting Clube de Portugal. Definitivamente, a minha passagem pelo Sporting acabou e essa passagem não foi curta. Por isso, a decisão que tomei foi a mais refletida possível. Nunca deixaria o Sporting se assim não fosse. Foram 13 anos de Leão ao peito, dos quais eu tenho o maior orgulho e estarei eternamente grato. Eu cresci no Sporting. A minha formação pessoal e desportiva devo-a ao Sporting. Cruzei-me com pessoas que levo para toda a vida. Foi também onde apurei ainda mais a minha paixão pelo futebol, daí sentir a necessidade de mudar. Para mim o futebol é um modo de estar na vida, é condição para o meu equilíbrio emocional e com os acontecimentos recentes eu deixei de encontrar a harmonia que preciso para jogar. Apesar de tudo que o Sporting me ensinou, ninguém me ensinou a lidar com um ambiente de ameaças, de violência, onde temo pela minha segurança e pela da minha família e nem deveriam ter ensinado porque o futebol ou outro desporto não devem ser assim. Nós, profissionais de futebol, somos muito mais do que as quatro linhas. Temos família, amigos e sentimentos, mas essas barreiras nem sempre foram respeitadas. Desta forma, vou a procura de novos objectivos, sempre a tentar dar o melhor de mim mas nunca, de maneira alguma, esquecerei o clube que tanto me deu e que estará sempre no meu coração. Digo-vos isto com toda a sinceridade e agradeço, pelo menos, respeito. Obrigado Sporting Clube de Portugal! E a todos aqueles que me têm apoiado. Daniel Castelo Podence

A post shared by Daniel Podence ???????? (@podence) on

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.