PCP

PCP chama ministro da Ciência ao parlamento para abordar descongelamento de carreiras

O grupo parlamentar do PCP requereu, "com carácter potestativo, a audição urgente" do ministro da Ciência sobre os problemas na concretização do descongelamento das carreiras.

TIAGO PETINGA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O grupo parlamentar do PCP requereu esta quarta-feira, “com carácter potestativo, a audição urgente” do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre os problemas na concretização do descongelamento das carreiras, nomeadamente dos professores universitários.

Urge que as instituições do ensino superior cumpram o previsto no Orçamento do Estado para 2018, que por proposta do PCP, constituiu o direito a todos os trabalhadores a verem a sua carreira descongelada e a terem o acréscimo remuneratório relativo a esse descongelamento. Urge que o Governo assegure as verbas necessárias para que tal possa acontecer e para que os trabalhadores vejam os seus direitos integralmente cumpridos”, lê-se no texto.

Segundo os comunistas, estava prevista a regularização das remunerações a partir de 2018 e de forma faseada até dezembro de 2019, “de acordo com os pontos obtidos por cada trabalhador, de acordo com o sistema de avaliação aplicável, nos anos em que as carreiras estiveram congeladas, ou no caso de não terem sido avaliados, é contabilizado um ponto por cada ano de congelamento”.

A realidade é que em junho de 2018, existem docentes que ainda não viram o seu processo regularizado”, condena o PCP.

O documento, a fim de ouvir o ministro Manuel Heitor, foi entregue na comissão parlamentar de Educação e Ciência.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Populismo, Portugal e o Mar

Gonçalo Magalhães Collaço

A capacidade que a Esquerda tem, e sempre teve, para se impor, dominar e exercer o condicionamento mental que exerce, é admirável.

Política

As direitas a que Portugal tem direito /premium

Alberto Gonçalves

Visto que em Portugal a direita se define por ser tudo aquilo de que a esquerda não gosta, eu defino-me por não gostar de tudo aquilo o que a esquerda é. Quanto à direita, tem dias. E tem direitas.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)