Um bombista suicida matou pelo menos 124 pessoas num ataque a um comício político realizado esta sexta-feira, no sudoeste do Paquistão, confirmou a Associated Press. Entre os mortos, relatou a polícia à BBC, encontra-se um dos candidatos a governador da província de Mastung, perto de Quetta.

O Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado. Num comunicado difundido pela agência Amaq, considerada o órgão de propaganda do EI, e cuja autenticidade não pode ser confirmada, a organização terrorista informa sobre “um atentado suicida com um cinto de explosivos durante um comício eleitoral” ocorrido em “Darengarh, no distrito de Mastung, na província do Baluchistão no sudoeste do Paquistão”.

A norte da cidade de Bannu, nesta mesma sexta-feira, um outro atentado bombista vitimou quatro pessoas (mais de 30 ficaram feridas) numa reunião popular ligada às eleições. Com a data do escrutínio marcada para o próximo dia 25 de julho, o medo de que mais violência poderá estar a caminho já se instalou.

Na passada quinta-feira, 12 de julho, um outro bombista suicida matou 22 pessoas (uma delas candidata a um cargo político) num evento semelhante realizado numa aldeia nos arredores de Peshawar. Os talibãs paquistaneses já assumiram a autoria dos ataques.

O ambiente de tensão continua a aumentar, principalmente por causa do primeiro-ministro Nawaz Sharif, que está prestes a regressar do Reino Unido. Sharif e a sua filha, Maryam, correm o risco de ser detidos assim que o avião onde viajem toque com as rodas no aeroporto de Lahore.

Depois de três mandatos consecutivos, o atual governante foi viver para o Reino Unido há quase um ano, depois de ter eclodido um grande escândalo de corrupção ao qual está associado. Na semana passada foi condenado a 10 anos de cadeia e isso fez com que alegasse que está a ser alvo de uma conspiração que pretende prejudicá-lo na corrida de 25 de julho.

Centenas de polícias foram colocados ao longo de algumas das estradas principais de Lahore para que apoiantes de Sharif não consigam chegar ao aeroporto.