Um agente da PSP ficou esta sexta-feira ferido quando acorria a um caso de violência doméstica em Ovar, tendo sido também abalroadas duas viaturas policiais, revelou fonte do comando distrital de Aveiro dessa força policial. O suspeito, que se barricou numa autocaravana, já foi detido.

A PSP usou gás lacrimogéneo para obrigar o homem a sair da autocaravana onde estava refugiado desde o princípio da manhã. O homem, de 28 anos, ficou sob custódia policial pelas 13h. A ação policial envolveu uma equipa de negociadores, elementos do Grupo de Operações Especiais da PSP e da Unidade Especial de Polícia.

O início da ocorrência verificou-se pelas 09h30, depois de os agentes da esquadra de Ovar terem sido alertados para uma situação de alegada agressão no parque de estacionamento do centro comercial Dolce Vita Ovar, onde, segundo revelou a mesma fonte policial, “uma senhora tinha sido agredida pelo companheiro e acabou estendida no chão”.

O alegado agressor ter-se-á então posto em fuga numa autocaravana, colidindo com duas viaturas policiais, deixando-as “muito danificadas” e provocando ferimentos a um dos agentes no interior de um dos veículos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esse agente foi conduzido para o Hospital São Sebastião, na Feira, mas está bem, apenas com ferimentos ligeiros”, revela o comando distrital da PSP.

Quanto ao agressor, terá acabado por parar a autocaravana na Rua Abel Salazar, mas recusou-se a sair da viatura, pelo que a polícia prolongou a sua permanência no local na tentativa de o convencer a deixar o carro voluntariamente. “Na autocaravana tem pelo menos duas catanas visíveis”, revelou a PSP, numa informação dada a meio da manhã.