Ainda não passaram dois anos desde que chegou à Casa Branca, mas Donald Trump já sabe o que vai fazer em 2020, quando os norte-americanos voltarem a ser chamados às urnas para escolher o seu presidente.

O anúncio de que será de novo candidato (ou, pelo menos, a manifestação de intenções nesse sentido) foi feito a bordo do Air Force One, numa entrevista a Piers Morgan publicada este sábado no britânico Daily Mail.

NATO. O que Trump exigia e o que conseguiu (e ainda o dinheiro de Portugal)

Trump ainda está em território europeu. Chegou na quarta-feira a Bruxelas para a cimeira da NATO, partiu na quinta para Londres, tomou chá com a Rainha Isabel II na sexta e, este fim de semana, anda por território irlandês a jogar golfe e a tratar da diplomacia. Pelo meio, o Presidente dos EUA teve tempo para uma conversa em que se mostra bastante disponível para uma nova corrida à Casa Branca.

“Há alguma dúvida de que vai correr de novo em 2020?”, pergunta Morgan. Trump ainda faz um rodeio, diz que “a saúde” pode pregar partidas, mas lá concretiza: “Bem, tenho toda a intenção de fazê-lo. Toda a gente parece querer que eu o faça.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A esta distância, Donald Trump também não parece encontrar adversário à altura do lado dos Democratas. “Não vejo ninguém. Conheço-os todos e não vejo ninguém”, disse durante a entrevista.