Paul Pogba aproveitou o barulho das luzes depois da vitória francesa no final do Mundial para enviar uma mensagem numa espécie de língua gestual a quem o tem criticado pela prestação no Campeonato do Mundo da FIFA. “Vocês falam mas eu não vos escuto. Eu estou aqui”, disse, utilizando gestos enquanto a chuva caía no estádio em Moscovo enquanto França celebrava o regresso às vitórias mundiais ao fim de 20 anos. A mensagem surge depois do jogador francês ter dito que era “o jogador mais criticado do mundo”. “Parece que tenho menos direitos do que os outros a cometer erros”, afirmou numa entrevista.

Pogba bateu um recorde da transferência mais cara quando se juntou ao Manchester United em 2016 por 120 milhões de euros, mas foi ultrapassado no ano seguinte por Neymar quando o brasileiro entrou para o PSG por 222 milhões. Desde então que tem sido criticado por, dizem os inimigos, não estar à altura desses valores milionários. Nada que parecesse incomodar o francês, que nessa entrevista ao Telefoot partilhou uma história de infância: “Quando eu era pequeno com os meus amigos costumávamos tirar o Mickey uns dos outros e dizíamos: ‘Tu és bom, tu és mau’. É o que acontece em todos os campos de futebol e eu trato as críticas agora como quando jogava na rua em criança”.

Também o agente de Paul Pogba, Mino Raiola, disse que as pessoas “deviam apreciar melhor o talento” do cliente: “Não é uma surpresa para mim. Ele não tem nada a provar ao mundo. Confirmou mais do que uma vez que é um grande jogador e a importância que ele pode ter numa equipa. Coloca-se sempre à disposição do técnico e da equipa. É um verdadeiro embaixador da seleção francesa e da França”. Esses comentários surgiram depois de Pogba ter contribuído para a vitória francesa frente à Austrália logo no início do Mundial, algo que parecia inesperado para os mais críticos. No entanto, até esse papel foi posto em causa depois do golo ter sido atribuído pela FIFA como sendo de Aziz Behich (autogolo) e não do francês.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Paul Pogba começou por ignorar os comentários: “É engraçado. Fui da maior transferência do mundo para o jogador mais criticado do mundo. Os críticos sempre estarão lá. É isso o futebol. Estou aqui a divertir-me e essa é a única resposta que posso dar a todas as pessoas que me criticam ou pensam que sou isto ou aquilo. Não é grande coisa. Toda a gente tem opiniões”. Mas agora que França venceu e que Pogba foi autor de um dos golos da vitória, o francês exteriorizou finalmente uma mensagem contra os inimigos.