Conquistado que está o terceiro lugar do Mundial, naquele que foi o melhor resultado de sempre da Bélgica num Mundial, é tempo de olhar em frente e pensar no futuro. Foi o que Hazard e Courtois fizeram depois da vitória por 2-0 sobre a Inglaterra. E, como se deixar os ingleses fora do pódio não fosse “machadada” suficiente, os dois belgas do Chelsea decidiram levantar o véu e lançar o isco ao Real Madrid, deixado os adeptos dos blues com um duplo amargo de boca.

Eden Hazard, o mágico capitão belga, não foi de meias palavras e garantiu que “é hora de descobrir algo mais”. O Real Madrid é o destino escolhido pelo médio de 27 anos e as associações entre merengues e o belga são frequentes em todos os mercados de transferências. Talvez tenha chegado a hora do negócio se concretizar, depois da saída de Ronaldo.

Após seis anos maravilhosos no Chelsea, pode ser a hora de descobrir algo mais. Depois deste Mundial vou decidir se quero ficar ou sair, mas a decisão final é do Chelsea, se me deixam sair ou não. Já sabem qual é o meu destino favorito. Falaram de muitos clubes, para a semana é o Bayern e isso acaba por me fazer rir. Já sabem a minha preferência“, referiu o 10, que não deixou de elogiar Modric, médio croata do Real Madrid que este domingo lutará pelo título de campeão do Mundo e que poderá vir a ser companheiro de Hazard no Real Madrid: “Modric tem estado muito bem neste Mundial”, atirou, rindo-se.

Eden Hazrd é já um amor antigo do Real. Em Londres desde 2012/13, o belga é constantemente associado aos merengues, mas a saída de Ronaldo pode ser o tónico necessário para o negócio se concretizar (Créditos: Getty Images)

A procura de estrelas para substituir Cristiano Ronaldo, que partiu para Turim, não espanta. O conjunto da capital espanhola, tricampeão europeu, precisa de reforçar a equipa agora comandada por Lopetegui, colmatando a saída do melhor do mundo, e Hazard enquadra-se no perfil pretendido pelo Real. Brian Laudrup, antigo jogador dinamarquês e irmão de Michael Laudrup, ex-glória merengue, garantiu ao jornal Sportske Nosvosti que Hazard iria mesmo para Madrid.

“Falei com o Hazard há uns dias, está a preparar-se para ir para o Real Madrid. É algo bom tanto para ele como para o Real Madrid. É um jogador de classe mundial”, disse o dinamarquês ao desportivo croata.

Mas o mago belga não deverá ir sozinho: Courtois quer seguir o mesmo caminho de Hazard e continuar companheiro de equipa do número 10 da seleção terceira classificada no Mundial.

“Hazard deve continuar comigo para sempre. Esteja onde estiver, levarei Hazard e ele vai levar-me com ele também. Vou falar com o meu agente e ver as possibilidades. Todas as opções são válidas, também posso ficar no Chelsea“, atirou o guarda-redes dos blues, que conhece bem Madrid, cidade onde viveu entre 2011 e 2014 quando representou o Atlético: “Estou muito bem no Chelsea, mas todos sabem o que significa Madrid para mim. Todos sabem que um dia eu voltarei para lá, para perto de meus filhos e da minha ex-mulher. Não descarto essa hipótese”.

Courtois com a sua filha Adriana ao colo, depois da vitória por 2-0 sobre Inglaterra que carimbou a medalha de bronze belga (Créditos: Getty Images)

Por terras belgas há mesmo quem já dê o negócio como fechado. Segundo a publicação Het Laastlte Nieuws, o acordo entre blues e merengues já foi alcançado e os londrinos esperam apenas terminar a contratação do brasileiro Alisson, da Roma, para oficializar a saída de Courtois para o Real Madrid. Diz o mesmo jornal que o Chelsea até começou por pedir 50 milhões de euros, mas viu-se obrigado a baixar o preço já que o guarda-redes vai entrar no último ano de contrato. Assim sendo, o Real Madrid deverá desembolsar cerca de 40 milhões de euros por Courtois, com o guardião a assinar com os merengues por cinco anos, auferindo um salário de 11 milhões brutos por época.

Maurizio Sarri, técnico ex-Nápoles que foi apresentado ontem como novo timoneiro do Chelsea, poderá já não ir a tempo de manter os belgas na sua equipa, mas certamente terá uma palavra a dizer, caso os negócios ainda não estejam fechados.