Reino Unido

Migração líquida de europeus no Reino Unido é a mais baixa desde 2013

A migração líquida de longo prazo de cidadãos europeus no Reino Unido foi de 101 mil pessoas em 2017, a mais baixa desde 2013, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística britânico.

ANDY RAIN/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A migração líquida de longo prazo de cidadãos europeus no Reino Unido foi de 101 mil pessoas em 2017, a mais baixa desde 2013, segundo dados publicados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (ONS) britânico.

Em comunicado, o ONS indica que cerca de 280 mil pessoas chegaram, a mais, ao Reino Unido, no ano passado, do que saíram.

Apesar de a migração líquida – a diferença entre o número de pessoas que vivem no Reino Unido e aqueles que emigraram – continuar a “adicionar população”, esse número caiu dos níveis recordes alcançados em 2015 e no início de 2016, refere o ONS.

No total, o número de pessoas que chegaram ao Reino Unido até dezembro de 2017 foi de 630 mil, enquanto as que o deixaram foram 350 mil, o que, segundo a organização, a emigração sofreu um ligeiro aumento desde 2015.

O Instituto Nacional de Estatística também divulgou que a migração líquida de países fora da União Europeia aumentou para 227 mil, a maior desde setembro de 2010.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
União Europeia

Brexit Blues /premium

Diana Soller

Com este acordo ganham os populistas nacionalistas e perdem os cidadãos britânicos e europeus, que mais uma vez saem defraudados por quem os deveria representar e defender os seus interesses.

União Europeia

Brexit Blues /premium

Diana Soller

Com este acordo ganham os populistas nacionalistas e perdem os cidadãos britânicos e europeus, que mais uma vez saem defraudados por quem os deveria representar e defender os seus interesses.

Psicologia

Adolescentes… pffff!

Teresa Espassandim

Moem a paciência a um santo! Mas mães e pais de adolescentes: é imperioso o alargamento dos espaços individuais no seio da família sem que isso deteriore o espaço e a coesão do grupo que é a família. 

Brexit

A vitória silenciosa de Theresa May /premium

Alexandre Homem Cristo

May meteu os promotores do Brexit a defender um segundo referendo – desta vez, sobre um Brexit de implicações concretas e não a fantasia que muitos venderam. O Brexit deixou de ser irreversível.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)