Garrett Michael “Boofias” ou Garrett Michael Matthias, quando pronunciava o nome corretamente, tinha cinco anos quando morreu. Nove meses antes, tinha-lhe sido diagnosticado um tipo raro de cancro, que afeta quatro pessoas num milhão. Acabou por perder a luta contra a doença a 6 de junho, mas, antes, ajudou a escrever o próprio obituário.

Garret, também conhecido por “The Great Garret Underpants” (“o grande Garret cuecas”), odiava o cancro, agulhas e usar calças. Nos nove meses em que lutou contra o cancro, teve várias conversas com os pais sobre o que fazer depois de morrer, deixando-lhes indicações específicas sobre como queria que fosse o funeral.

“Nunca falámos necessariamente sobre o funeral dele, portanto, nunca tivemos a conversa de que ia morrer”, admitiu a mãe, Emilie Matthias à WHO. “Mas tivemos muitas conversas à volta de ‘quando eu morrer quero fazer isto'”.

O rapaz tinha uma grande admiração pelo Batman, tanto que pediu aos pais para o incluírem no seu funeral.

Os funerais são tristes: quero cinco casas insufláveis (porque tenho cinco anos), cones de neve e o Batman”, disse Garrett Matthias. “Quero ser cremado (como a mamã do Thor quando ela morreu) e depois quero ser transformado numa árvore para poder morar lá quando for um gorila”.

O obituário resultou da compilação de respostas que o menino foi dando às perguntas dos pais.

“Isto é ele a falar. Aquelas são as palavras dele, literalmente”, sublinhou o pai, Ryan Matthias, em declarações à WHO. “Quando leio isto, fico ‘uau’. Parece mesmo o Garrett a berrar comigo”.

Os pais divulgaram o obituário na integra. Na publicação, anunciam que, em honra do filho e para cumprir os seus desejos, prepararam uma cerimónia fúnebre simbólica inspirada no imaginário de Thor e com fogo de artificio. Estas são as palavras de Garrett, na íntegra:

O meu nome é: Garrett Michael Boofias.
O meu aniversário é: tenho cinco anos.
A minha morada é: sou um Bulldog!
A minha cor preferida é: azul… e vermelho e preto e verde.
O meu super-herói preferido é: o Batman… e o Thor, o Homem de Ferro, o Hulk e o Cyborg.
Quando crescer: vou ser um lutador de boxe profissional.

As minhas pessoas favoritas:
• Mamã, Papá, a minha irmã ‘Delcina’ (Delphina);
• Os meus avós com uma casa nova (Fredric and Cheryl Krueger);
• Os meus avós com uma autocaravana (Daniel and Nita Matthias);
• Os meus primos: Grady, ‘aquele tipo que eu derrubei uma vez’ (Luke), e London Marie;
• A minha tia Janette e o tio Andy Mal-Cheiroso (Andrew and Janette Krueger);
• Aqueles dois tipos, vocês sabem, os meus tios (Kristopfer Krueger and James Taylor)
• Batman!!

As coisas que mais adoro: Brincar com a minha irmã, o meu coelho azul, música thrash metal, Legos, os meus amigos da creche, Batman e quando eles me põem a dormir para aceder à minha cânula [tubo através do qual os médicos lhe administravam medicamentos].
As coisas que odeio: Calças!, o estúpido cancro, quando os médicos cedem à minha cânula, agulhas, e aquele ‘nariz de macaco que cheira a puns de cereja’… Gosto do nariz de macaco que cheira a menta, como o da Mayo Radiation, e daquele tipo que me ajudou a construir Legos (Randy)

Quando morrer: vou ser um gorila para atirar cocó ao papá!

Cremado ou enterrado: quero ser cremado (como a mamã do Thor quando ela morreu) e depois quero ser transformado numa árvore, para  poder morar lá quando for um gorila.

Funeral pequeno ou grande: os funerais são tristes: Eu quero cinco casas insufláveis (porque eu tenho cinco anos), cones de neve e o Batman.”