Séries

Olivia Colman, Helena Bonham Carter e Ben Daniels. As primeiras imagens do regresso de “The Crown”

A britânica Olivia Colman é oficialmente a rainha Isabel II da terceira temporada de "The Crown". Helena Bonham Carter e Ben Daniels também fazem parte do elenco. Veja as primeiras imagens oficiais.

Olivia Colman vai ser a rainha Isabel II na terceira temporada de "The Crown".

Utilizador

Autor
  • Catarina Gonçalves Pereira
Mais sobre

Depois de duas temporadas a reinar em “The Crown”, Claire Foy — que desempenhou o papel de rainha Isabel II — deixa agora que Olivia Colman suba ao trono. A primeira imagem oficial de Colman foi partilhada com os fãs na segunda-feira através da conta oficial da série no Twitter. Ainda que a rainha seja a personagem principal, esta quarta-feira “The Crown” apresentou outras duas personagens em ação: a de Helena Bonham Carter e a de Ben Daniels.

Com 44 anos, Colman aparece então a desempenhar o seu novo papel num fato cor-de-rosa, com um colar de pérolas e com uma chávena na mão, naquele que é já um cenário habitual. Na descrição da imagem lê-se apenas “Paciência”.

Olivia Colman em “The Crown”.

A segunda temporada de “The Crown” foi a última com Claire Foy no papel de protagonista e de Matt Smith como príncipe Filipe. Quanto à próxima, já se sabe que Helena Bonham Carter vai ser a princesa Margarida, irmã da rainha. Com um papel mais discreto, a atriz é vista na fotografia a olhar para o cigarro, com um eyeliner bem carregado, e com aquilo que parece ser um chapéu azul na cabeça. Na descrição do Twitter lê-se “Esperança”.

Helena Bonham Carter em “The Crown”.

Ben Daniels, por sua vez, substitui Matthew Goode, que interpretava o papel de marido da princesa Margarida, Antony Armstrong-Jones, lê-se na Variety. Na imagem partilhada, Daniels aparece com uma câmara fotográfica na mão, com a descrição “Mágoa”, que, com certeza remete para os escândalos que fizeram parte da vida do casal.

Ben Daniels em “The Crown”.

Não se sabe ainda quem vai interpretar, por exemplo, o príncipe Carlos, o herdeiro do trono, mas o ator britânico Josh O’Connor é apontado como uma boa hipótese. A série de êxito da Netflix vai contar com seis temporadas, cada uma com 10 episódios, e inspira-se no filme “A Rainha” e na peça “The Audience”, escritos por Peter Morgan.

Em abril já tinha sido anunciado que na terceira temporada de “The Crown”, que deverá sair em 2019, o papel de rainha Isabel II ia ser entregue a Olivia Colman. Na altura, a atriz disse estar muito entusiasmada por fazer parte do elenco.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Winston Churchill

A arrogância da ignorância /premium

João Carlos Espada

Como devemos interpretar que um dirigente do segundo maior partido britânico venha dizer em público que o líder do mundo livre durante a II Guerra, Winston Churchill, foi um “vilão”?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)