Colaborador de Macron investigado por agressões

Colaborador de Emmanuel Macron agrediu manifestante no 1º de maio, estando equipado com viseira da polícia. Após o caso, foi suspenso 15 dias, mas o caso só foi divulgado agora. MP abriu inquérito.

Por Rui Pedro Antunes