Livrarias

Portuguesa Kingpin Books finalista dos prémios Eisner de melhor livraria mundial de BD

210

Pelo segundo ano consecutivo, a livraria e editora portuguesa Kingpin Books é finalista do prémio norte-americano Eisner de melhor livraria do mundo especializada em banda desenhada.

LUCA PIERGIOVANNI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Pelo segundo ano consecutivo, a livraria e editora portuguesa Kingpin Books é finalista do prémio norte-americano Eisner de melhor livraria do mundo especializada em banda desenhada, anunciou a organização.

De acordo com a convenção norte-americana Comic Con, que decorre em San Diego, entre as cinco livrarias finalistas ao prémio Will Eisner Spirit of Comics Retailer 2018 está a Kingpin Books, em Lisboa (rua Almirante Reis). Fundada há 19 anos pelo editor Mário Freitas, a Kingpin Books começou por ser uma livraria ‘online’ focada sobretudo na BD dos Estados Unidos. Em 2002 abriu uma loja física e, em 2008, iniciou atividade como editora de banda desenhada portuguesa e mais tarde estrangeira. Atualmente é uma das maiores lojas portuguesas dedicadas à BD e à cultura pop.

Da lista de cinco finalistas faz ainda parte a livraria irlandesa Big Bang Comics, fundada em 2011 em Dublin, e na qual trabalha o português Bruno Batista. Lisboeta, Bruno Batista contou à agência Lusa que vive na República da Irlanda desde 2006 e que atualmente é coproprietário da livraria, que já esteve anteriormente nomeada para aquele prémio. Antes de emigrar para aquele país, Bruno Batista contou que chegou a trabalhar na Kingpin Books, em Lisboa.

As livrarias Cape and Cowl Comics (Estados Unidos), a Norma Comics (Espanha) e a Traveling Man (Reino Unido) são as restantes finalistas.

A livraria vencedora será conhecida na sexta-feira à noite, no âmbito dos prémios anuais Eisner, da indústria da banda desenhada, durante a Comic Con, a convenção norte-americana dedicada à cultura e entretenimento pop. Os prémios foram batizados com o nome do autor e editor norte-americano de BD Will Eisner, que morreu em 2005.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)