A PSP reforçou com elementos da Unidade Especial de Polícia (UEP) a segurança no Algarve, sobretudo nas zonas de bares de Faro, Olhão e Portimão, devido à concentração de motociclistas, que começa esta quinta-feira.

Sem especificar se há um reforço da segurança devido aos receios de confrontos de grupos motards, que levaram à detenção de 59 elementos do grupo motociclista Hells Angels, a Polícia de Segurança Pública adianta que, “à semelhança de anos anteriores”, está presente na concentração motard de Faro.

Perseguições, vídeos com traições e agressões. Como os Hells Angels chegaram a tribunal

Para este reforço foram mobilizados os elementos da Unidade Especial de Polícia (UEP), em especial do Corpo de Intervenção e Equipas Cinotécnicas, que vão fazer o policiamento nas zonas de diversão noturna das cidades de Faro, Olhão e Portimão, zonas que são habitualmente frequentadas pelos motociclistas que participam na concentração, sublinha a PSP, em comunicado.

A polícia vai também realizar operações de fiscalização de trânsito, nomeadamente nas cidades de Faro e de Olhão, durante os períodos diurno e noturno, privilegiando a fiscalização de motociclos com recurso a meios das esquadras de trânsito, de investigação criminal e da UEP.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O comissário João Moura, da direção nacional da PSP, afirmou à agência Lusa que, desde quarta-feira, está no Algarve uma equipa de polícias espanhóis para dar apoio aos motociclistas de Espanha.

Além da UEP, a PSP mobilizou também Equipas de Prevenção e Reação Imediata (EPRI) que de moto vão patrulhar a cidade de Faro e os acessos ao recinto onde decorrerá a concentração motard.

Hells Angels: 39 arguidos presos e 19 em liberdade, mas só no concelho onde vivem

A PSP vai também reforçar a presença no aeroporto de Faro com o objetivo de “garantir a segurança, o bem-estar e tranquilidade pública dos transeuntes e participantes no evento”, sendo dada “especial atenção ao desimpedimento de corredores de circulação para emergências médicas”.

A polícia vai empenhar ainda todas as valências do comando distrital de Faro durante o desfile de motociclistas que se realiza no domingo.

Enquanto a PSP reforça a segurança dentro das cidades de Faro, Olhão e Portimão, a GNR é responsável pelo policiamento junto ao local onde se realiza a concentração e nas vias que dão acesso ao recinto (A2, A22, EN125 e EN2).

A GNR realiza “uma operação de segurança de grande visibilidade” e este ano o efetivo da corporação é superior ao dos anos anteriores, existindo um reforço da Unidade de Intervenção, sobretudo dos elementos da ordem pública.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, a segurança dentro do recinto está a cargo de uma empresa de segurança privada, como acontece nos anos anteriores.

Hells Angels. SIS alertou a PJ para possível atropelamento em massa na concentração de Faro

No entanto, os militares da GNR vão estar nas imediações do recinto e “se houver necessidade será feita uma intervenção”, afirmou Carvalho Afonso, do comando territorial da GNR de Faro, dando conta que a valência da investigação criminal vai estar a monitorizar e a recolher informações durante todo o evento.

Este ano existirá, na concentração de Faro, “uma força mais musculada” e “um reforço da troca de informações” com outras polícias, nomeadamente de outros países europeus, devido aos receios de confrontos de grupos motards, disse fonte da corporação à Lusa.

O presidente do Motoclube de Faro, organizador da concentração de motos algarvia, disse na quarta-feira à Lusa que a segurança dentro do recinto vai “ser precisamente igual ao do ano passado”.

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou na quarta-feira a prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos detidos em Portugal e apresentações periódicas às autoridades para os restantes, que estão proibidos de participar na concentração de Faro.