O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira a intenção de manter uma segunda reunião com o Presidente da Rússia Vladimir Putin, após o “grande êxito” da cimeira que mantiveram esta semana em Helsínquia.

“A cimeira com a Rússia foi um grande êxito, exceto para o verdadeiro inimigo do povo, os media de notícias falsas. Estou desejoso [de realizar] o nosso segundo encontro para que possamos começar a aplicar algumas das muitas coisas discutidas”, referiu Trump numa mensagem na sua conta do Twitter, sem concretizar possíveis datas ou locais.

Entre os temas abordados, o Presidente norte-americano referiu-se à luta contra o terrorismo, à segurança de Israel, à proliferação nuclear, à Ucrânia, aos ciberataques e à Coreia do Norte. “Há muitas respostas a estes problemas, algumas fáceis e outras difíceis, mas todos podem ser solucionados”, acrescentou.

No seu encontro com Putin, na passada segunda-feira, Trump desencadeou a polémica ao desautorizar os relatórios dos seus serviços de informações sobre a interferência de Moscovo nas eleições presidenciais de 2016, que venceu. No entanto, o Presidente dos EUA, que foi sujeito a numerosas críticas, corrigiu no dia seguinte as suas declarações ao assegurar que se tinha exprimido de forma incorreta e que considerava ter existido uma interferência da Rússia, como têm indicado os serviços de informações norte-americanos.