Fotografia

As melhores fotografias de 2018. Um pormenor: foram tiradas com um IPhone

330

Milhares de pessoas, de 140 países, submeteram os seus melhores registos aos IPhone Photograpy Awards e já se conhecem os grandes vencedores. Veja quais foram.

Naian Feng

Quantas vezes levou a sua máquina fotográfica numa viagem e acabou por usar mais vezes o telemóvel que a dita cuja? Muitas, provavelmente. Com o evoluir da tecnologia, os smartphones vêm equipados com mais e melhores lentes — e aplicações para o ajudar a fotografar como um profissional sem ter de trazer às costas quilos de equipamento. A portabilidade e simplicidade ajudam ainda mais a favorecer a utilização de uma geringonça em vez da outra.

Foi com tudo isto em conta que em 2008 Kenan Aktulun, decidiu criar os iPhone Photography Awards, galardão que pretende distinguir as melhores fotografias, ano a ano, tiradas com o telemóvel criado por Steve Jobs.

Hoje, os IPPA Awards já vão na sua 11.ª edição e os vencedores deste ano já foram anunciados. De entre as inúmeras fotos enviadas por milhares de pessoas (paga-se para propor fotos a concurso) — nesse universo estão representadas cerca de 140 nacionalidades –, 12 foram tidas como as grandes vencedoras, dentro de 18 categorias (Abstrato, Animais, Arquitectura, Crianças, Flores, Paisagens, Lifestyle, natureza, Notícias e Eventos, Panorama, Pessoas, Retrato, Séries — de três –, Natureza Morta, Pôr-do-Sol, Viagens, Árvores, Outros). Veja-as na fotogaleria.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Web Summit

Explicações de verão /premium

Maria João Marques

Houve quem à esquerda, incluindo alguns deputados, propusesse proibir (o método do costume; é compulsivo) o convite a Le Pen. Mas claro que a expulsão de Alex Jones foi justíssima e motivo de aplauso.

Relações Internacionais

A nova economia política /premium

Manuel Villaverde Cabral

A imprensa diz que o FMI foi ultrapassado pelos acontecimentos e já se identificaram os países que poderão vir a estar na linha de mira dos especuladores. A única defesa de Portugal é a União Europeia

Nicolás Maduro

A Venezuela a ferro e fogo /premium

Diana Soller

Maduro tentará impor a sua vontade, agora que se sente verdadeiramente ameaçado. A oposição sentirá que não tem nada a perder. O que pode, efetivamente, degenerar numa guerra civil.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)