Atletismo

Mamona iguala melhor marca pessoal do ano no triplo no nacional de clubes

157

A atleta Patrícia Mamona, do Sporting, igualou a sua melhor marca do ano no triplo salto, conseguindo atingir os 14,19 metros, durante o campeonato nacional de clubes, em Braga.

INÁCIO ROSA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A atleta Patrícia Mamona, do Sporting, igualou este domingo a sua melhor marca do ano no triplo salto, conseguindo atingir os 14,19 metros, durante o campeonato nacional de clubes, em Braga.

Na segunda jornada da competição, Mamona superou toda a concorrência, e praticamente no primeiro salto, quando atingiu a marca de 13,98, garantindo, depois, um triunfo final folgado sobre as mais diretas adversárias: Shaina Mags, do Benfica, e Juliana Brites, da Juventude Vidigalense.

A atleta do Sporting, atingiu a marca de 14,19 metros no seu terceiro salto, igualando a distância conseguida, ainda esta semana, no ‘meeting’ de Sotteville-les-Rouen, em França.

“Comecei bem, com um salto que praticamente me garantiu a vitória. Depois, tentei competir mais pessoalmente, para conseguir uma boa marca, a melhor do ano se fosse possível. Igualei-a, mas o objetivo era os 14,20. Ainda assim, senti confiança para estar bem nos Europeus”, disse a ‘leoa’.

Precisamente sobre a sua presença no Campeonato da Europa de Atletismo, que acontece no próximo mês, em Berlim, na Alemanha, Patrícia Mamona acredita que se apresentará em competição “nas melhores condições”.

“Tive pouco tempo para treinar, mas tenho recuperado muito bem. Tenho conseguido estar estável, acima dos 14 metros, e mesmo sabendo que as duas semanas antes do Europeu vão ser muito difíceis, sinto que estou mais perto do objetivo de estar no campeonato nas melhores condições e com forças lutar pelo título”, prometeu a detentora do título europeu do triplo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Web Summit

Explicações de verão /premium

Maria João Marques

Houve quem à esquerda, incluindo alguns deputados, propusesse proibir (o método do costume; é compulsivo) o convite a Le Pen. Mas claro que a expulsão de Alex Jones foi justíssima e motivo de aplauso.

Relações Internacionais

A nova economia política /premium

Manuel Villaverde Cabral

A imprensa diz que o FMI foi ultrapassado pelos acontecimentos e já se identificaram os países que poderão vir a estar na linha de mira dos especuladores. A única defesa de Portugal é a União Europeia

Nicolás Maduro

A Venezuela a ferro e fogo /premium

Diana Soller

Maduro tentará impor a sua vontade, agora que se sente verdadeiramente ameaçado. A oposição sentirá que não tem nada a perder. O que pode, efetivamente, degenerar numa guerra civil.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)