Um homem de 25 anos que alugou um carro topo de gama numa empresa rent a car de Lisboa foi detido pela Polícia Judiciária, por burla qualificada e simulação de crime.

Segundo o comunicado da PJ, o suspeito começou por apresentar queixa às autoridades de que teria sido vítima de roubo com arma de fogo no carro que tinha alugado anteriormente, tendo os supostos autores do crime fugido com a viatura.

Depois de uma investigação, a polícia descobriu que o carro já se encontrava a circular em França desde o dia 17 de julho (a queixa foi apresentada dois dias depois) e que a falsa vítima tinha combinado com outra pessoa, que ainda não foi identificada, a simulação do crime, para assim conseguirem vender a viatura.

O detido vai ser agora presente a interrogatório, para serem aplicadas as devidas medidas de coação. Quanto à pessoa que o ajudou, as autoridades ainda estão a tentar identificar a pessoa e a sua localização.