O Presidente da República foi esta terça-feira distinguido com o prémio Fernández Latorre. Na 60ª edição do galardão, a organização decidiu entregá-lo a Marcelo Rebelo de Sousa como “reconhecimento pela sua contribuição para a promoção das relações bilaterais entre Espanha e Portugal.” O prémio é entregue pela Fundação Santiago Rey Fernández-Latorre, com sede na Galiza.

Além da distinção, acresce um valor monetário de 10 mil euros. Na acta da reunião do júri, que aconteceu a 26 de junho mas cujas conclusões apenas foram conhecidas apenas esta quarta-feira, o esforço do Presidente da República para promover as relações entre os dois países é descrito como “um modelo de coesão”, um exemplo do bom funcionamento da União Europeia.

O prémio será entregue no último trimestre deste ano, ainda sem data definida, pelo Rei de Espanha, Filipe VI. Tradicionalmente, o prémio distingue personalidades e instituições que tenham contribuído de alguma forma para o desenvolvimento da região galega. Recentemente, foram distinguidos com este prémio juristas, juízes, jornalistas e associações sociais.