Foi condenado, em 2004, a 26 anos e seis meses de prisão por ter violado duas mulheres e assassinado uma delas. Em 2000, quando tinha 23 anos, terá violado uma funcionária de uma padaria, no próprio estabelecimento. Dias mais tarde, terá violado e assassinado uma empregada de limpeza de um bar. Guillermo Fernández Bueno, considerado “perigoso” pelas autoridades, fugiu da prisão de El Dueso, no município de Santoña, no norte de Espanha, no passado dia 15 de julho, revelou esta quarta-feira a polícia espanhola através do Twitter.

O violador e assassino Guillermo Fernández Bueno, que já cumpriu 14 anos de prisão, tinha obtido uma licença precária para passar o fim de semana fora da prisão. No domingo, dia 15 de julho, pelas 16h00, quando deveria ter voltado ao estabelecimento prisional de El Dueso, não apareceu.

Foi através do Twitter que a polícia espanhola revelou a fuga deste criminoso considerado “perigoso” e pediu a colaboração de todos que tenham qualquer pista que pode servir para encontrar o assassino. “Urgente. Por favor, máxima divulgação. Guillermo Fernández Bueno é um violador e assassino que fugiu da prisão de Santoña (Santander). Se o viu ou tem algum dado, contacte-nos”, pode ler-se na publicação que já foi partilhada 38 mil vezes.