Bens de Consumo

Lucros da Nestlé cresceram 19% para 5.016 milhões de euros no 1.º semestre

O aumento resultou principalmente de receitas de vendas de negócios, impostos mais baixos e melhor atividade operacional, disse a empresa com sede em Vevey, na Suíça.

LAURENT GILLIERON/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A multinacional suíça Nestlé obteve um lucro líquido de 5.016 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, um aumento de 19% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da companhia.

O aumento foi principalmente resultado de receitas de vendas de negócios, impostos mais baixos e melhor atividade operacional, disse a empresa com sede em Vevey, na Suíça, acrescentando que as vendas aumentaram 2,3% entre janeiro e junho, para 37.821 milhões de euros.

Todos os ramos de negócios cresceram, liderados pelo café, pelos animais de companhia (pet care) e pela Nestlé Ciência e Saúde. Já os alimentos para crianças e bebés tiveram uma aceleração no crescimento, “com uma grande melhoria em toda a geografia no lançamento de novos produtos”, disse a empresa. O crescimento das vendas subiu sobretudo na América do Norte e na China, de acordo com a Nestlé.

Em relação ao lucro operacional da multinacional, os valores chegaram aos 6.631 milhões de euros, 19% mais, enquanto o lucro antes dos impostos atingiu os 6.333 milhões de euros, o que representa também um aumento de 19% O fluxo de caixa livre aumentou 52% no primeiro semestre do ano, passando de 1.636 milhões para 2.497 milhões de euros.

A Nestlé confirmou ainda as perspetivas para o conjunto do ano fiscal, em que espera um crescimento das vendas na ordem dos 3%. Os cortes de restruturação, sem incluir perdas de ativos fixos, litígios e contratos onerosos, rondaram os 603 milhões de euros, indicou a empresa.

O presidente da multinacional suíça, Mark Schneider, sublinhou que o resultado dos seis primeiros meses do ano confirma que as suas iniciativas estratégicas e a sua execução rigorosa “estão claramente a dar resultados”. “A Nestlé manteve o crescimento orgânico encorajador que observámos no início do ano e, em particular, os mercados norte-americano e chinês mostraram uma melhora significativa”, destacou Schneider.

O responsável foi recentemente criticado pelo fundo de investimento Third Point, controlado pelo investidor ativista dos EUA Daniel Loeb, que considera a sua estratégia de negócios “confusa” para aumentar o valor do negócio para os acionistas. Segundo a imprensa suíça, Loeb considera, entre outros argumentos, que a empresa, que iniciou uma estratégia de transformação com a chegada de Schneider, no início de 2017, não descola com a rapidez suficiente dos negócios e atividades que não crescem ou são menos lucrativas.

Isso apesar das medidas promovidas por Schneider, como a recompra de ações, a aquisição de direitos para a Starbucks de comercializar fora dos seus estabelecimentos os produtos de café e chá da maior cadeia de cafetarias do mundo ou a compra de empresas com rápido crescimento, como a Blue Bottle Coffee.

“A nossa evolução em termos de margens está alinhada com a nossa meta para 2020 e estamos a criar valor procurando crescimento e lucro de forma equilibrada. Acelerámos os nossos esforços de inovação de produtos para impulsionar ainda mais o crescimento e iniciámos uma redução significativa de custos, especialmente na área da Europa, Oriente Médio e Norte da África e no nosso centro corporativo”, salientou hoje Schneider.

A Nestlé indicou também que o processo para estudar opções estratégicas para o futuro do negócio de Seguros de Vida Gerber “está no caminho certo” e que uma decisão final é esperada ao longo deste ano.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)