Os superdesportivos não se medem aos palmos ou pela estética exuberante, mas sim pelos tempos que conseguem no circuito de Nürburgring, um traçado tão antigo quanto traiçoeiro, exigente e variado, sendo por isso mesmo utilizado para realizar as últimas afinações nos veículos que existem sobretudo para dar gozo aos seus condutores.

Toda a gente pode rodar no circuito alemão – o traçado está aberto ao público –, especialmente na pista antiga, conhecida como Anel Norte, ou Nordschleife, mas para que as marcas consigam registar um tempo oficial com os seus modelos de série é necessário requerer à organização que controlem a sessão de testes. Tudo para garantir que está conforme as unidades produzidas em série, que não foi aligeirado, usa suspensões normais, o motor e caixa são standard e até os pneus que monta estão homologados para circular em estrada. Ainda recentemente, a Porsche anunciou que rodou depressa em Nürburgring com os novos GT3 e sobretudo o GT2 RS de 700 cv, mas nada disso se vê reflectido na listagem oficial dos melhores tempos da pista alemã, que pode ver aqui.

Actualmente e segundo os responsáveis pelo circuito, o melhor tempo para carros de série é, curiosamente, pertença de um modelo eléctrico a bateria, o Nio EP9 (6 minutos 45,90 segundos), seguido do Radical SR8LM (6.48,00) e do Lamborghini Huracán Performante (6.52,01). Ora sucede que a Lamborghini está em vias de apresentar o novo Aventador SVJ, a versão mais possante do Aventador, que por sua vez é o mais exuberante e potente desta marca italiana do Grupo VW. Mas antes de o revelar ao público, fez questão de o “engalanar” com o título de o desportivo mais rápido no Nürburgring.  Vai daí, publicou um vídeo – e um press release – informando que tinha conseguido uma volta em 6.44,97, um valor que coloca o Aventador SVJ no topo do segmento dos mais rápidos, eléctricos incluídos.

A volta foi registada por um VBOX-Racelogic e o GPS, para que não surgissem dúvidas, restando apenas que o circuito faça a homologação do tempo, à semelhança do que fez recentemente com o Huracán Performante. Sabe-se também que o Aventador SVJ está equipado com um sistema de asa traseira activa, apelidada Aerodinamica Lamborghini Attiva (ALA). A marca italiana anunciou ainda que o SVJ possui uma relação peso/potência de 1,98 kg/cv, o que indicia que o seu peso deverá rondar 1.525 kg.

Este Lamborghini é um superdesportivo digno desse nome, com quase 4,8 metros (4,797 m) de comprimento e não monta um “motorzeco” qualquer (para este tipo de veículos, é claro), com 4 ou 6 cilindros, mas sim um nobre e imenso motor V12 atmosférico com 6,5 litros. A marca ainda não anunciou a potência, que na versão Aventador S já é de 740 cv, especulando-se que pode oscilar entre 770 e 800 cv. O novo Aventador SVJ será apresentado no final de Agosto, no Monterey Car Week, nos EUA.