Onze distritos de Portugal continental e os arquipélagos da Madeira e dos Açores apresentam esta segunda-feira um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro são os distritos em risco muito elevado. Leiria, Coimbra e Vila Real apresentam nível elevado, Aveiro e Viana do Castelo um risco moderado e Braga e Porto um risco baixo.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Sol. Já protegemos a pele mas ainda esquecemos os olhos

Os índices ultravioleta variam entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O IPMA prevê para esta segunda-feira em Portugal continental nebulosidade matinal no litoral Norte e Centro, a persistir no Minho e pequena subida da temperatura máxima. O Porto vai alcançar os 24º Celsius, Lisboa os 27º e Faro os 31º.

Sete cuidados a seguir para enfrentar a vaga de calor desta semana

Nos Açores aguardam-se períodos de céu muito nublado com abertas, vento norte fraco a bonançoso e no grupo Oriental do arquipélago prevê-se ainda aguaceiros durante a madrugada e manhã. Ponta Delgada vai atingir os 25º Celsius.

Na Madeira, o céu vai apresentar períodos de muita nebulosidade, apresentando-se geralmente muito nublado nas vertentes norte e na ilha de Porto Santo. O vento vai soprar fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante norte. O Funchal vai chegar aos 26º Celsius.