Os painéis de instrumentos digitais, assentes num ecrã que pode mudar de aspecto à vontade do freguês, que é como quem diz o condutor, surgiram inicialmente como trunfo dos veículos mais onerosos, mas têm vindo a democratizar-se, integrando o equipamento de série, ou opcional, de veículos cada vez mais acessíveis.

O objectivo é oferecer ao condutor na zona do tablier, que tradicionalmente conhecemos como o painel de instrumentos, um ecrã digital com mais de 10 polegadas de diagonal onde podem surgir os habituais conta-rotações e velocímetro, bem como uma série de informações relacionadas com a viagem, o display do sistema de navegação – ali bem em frente aos olhos, para evitar distracções –, o que deixa livre o ecrã ao centro do tablier para controlar a música e tudo o mais que condutor e passageiros se lembrarem.

6 fotos

Denominado Digital Display, este sistema já estava acessível na Seat, nas gamas Leon e Ateca desde o início do ano, sendo que passa agora a poder ser integrado no equipamento dos mais pequenos e acessíveis Arona e Ibiza. Um trunfo que é raro neste segmento. Com 10,25 polegadas, o novo painel de instrumentos digital assegura uma melhor qualidade de informação e mais versatilidade.

Assumimos o compromisso de garantirmos aos nossos clientes o design de melhor qualidade, levando a precisão dos indicadores clássicos ao mundo digital, onde cada pixel é aplicado com a mesma precisão, elevando o design interior dos nossos automóveis para o nível seguinte”, declara o director de Design da Seat, Alejandro Mesonero-Romanos.

O sistema Digital Display disponibiliza a informação através de um ecrã com 1280×480 pixeis, com uma frequência de varrimento de 75Hz, o que facilita a leitura, tornando-a mais agradável, tanto mais que usufrui de uma resolução de 133 dpi.

Há três configurações possíveis para o ecrã, respectivamente Classic, Digital e Dynamic, sendo que a primeira reproduz o formato tradicional com dois mostradores, para as outras duas fornecerem distintos níveis de interactividade, com o mapa a ocupar toda a área do ecrã, existindo ainda informações relativas aos dados da viagem, passando por diferentes sistemas de ajuda à condução, selecção musical ou aceder ao telefone.