O mês de julho foi o mais movimentado de sempre no aeroporto internacional de Macau (MIA), de onde descolaram ou aterraram mais de 5.700 aviões e 740 mil passageiros.

De acordo com um comunicado da Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau (CAM) divulgado esta quinta-feira, trata-se de um crescimento de 12%, face a igual período do ano passado.

Em média, o único aeroporto do território recebeu diariamente 23 mil pessoas, um aumento de 11% comparativamente a julho de 2017. De acordo com a empresa, o interior da China ocupou 36% do mercado global de passageiros, reafirmando “o bom e crescente desempenho”. O Sudeste asiático e Taiwan representaram 41% e 22%, respetivamente, indica informação da empresa.

“Prevê-se que o tráfego de passageiros e os movimentos aéreos avancem, ainda mais, durante o ‘pico’ da época alta, em agosto, mês em que se poderá alcançar um novo recorde”, lê-se no comunicado da CAM.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Até finais de julho, 30 companhias aéreas operavam naquele aeroporto, fazendo a ligação entre Macau e mais de 50 destinos no interior da China, Taiwan, Sudeste asiático e nordeste da Ásia.

Em meados de julho, a CAM disse esperar receber mais de oito milhões de passageiros em 2018, mais de meio milhão do que o previsto no início do ano, estimativa revista em alta devido ao crescimento registado no primeiro semestre. Nos primeiros seis meses do ano, o aeroporto registou mais de quatro milhões de passageiros, um aumento de 20% em comparação com igual período do ano passado.