Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Seis pessoas ficaram este sábado feridas, três delas com gravidade, ao sofrerem queimaduras num incêndio na freguesia de São Bento do Cortiço, no concelho de Estremoz. As vítimas, todas “na casa dos 20 anos”, sofreram queimaduras já no interior das suas viaturas, ao tentarem fugir das chamas. A informação foi revelada ao Observador pelo comandante José Ribeiro, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

O alerta de incêndio chegou por volta das 18h30. O fogo deflagrou numa zona de mato e olivais, nesta freguesia de Estremoz, em que existem “algumas habitações isoladas”. O incêndio “propagou-se com muita violência, devido ao vento muito forte que se fazia sentir”. A força do vento era tanta que “arrancou árvores pela raiz”, afirma ainda o Comando Distrital de Évora.

Quatro feridos, um dos quais com gravidade, foram encaminhados para o hospital Espírito Santo, em Évora. Os restantes dois feridos foram transportados de helicóptero para uma unidade hospitalar de Lisboa, de urgência. Segundo José Ribeiro, “provavelmente foram aqueles que terão inspirado maior preocupação do INEM”.

Além destes feridos, uma bombeira foi assistida na sequência da resposta ao incêndio, devido a cansaço. O incêndio está já em fase de conclusão, tendo sido convocados 86 bombeiros e outros profissionais, que atuaram apoiados por 28 veículos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR